MPF, MPT e MPPB fazem fiscalização conjunta em postos de vacinação contra Covid-19

Membros do Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT) e  do Ministério Público da Paraíba (MPPB) estão realizando nesta quinta-feira (23) uma fiscalização em locais de vacinação na Grande João Pessoa, além de Campina Grande e Monteiro. O objetivo principal é verificar a organização do processo, a data de validade dos imunizantes, bem como ouvir os cidadãos acerca de eventuais dificuldades e se está havendo busca ativa.

A procuradora Janaína Andrade falou sobre a ação e explicou os objetivos.

“É uma forma de compreender a dinâmica do processo de vacinação, entender como funciona a busca ativa para aquelas pessoas que não tomaram ainda a vacina, seja de primeira dose, seja de segunda dose. Também conversar com a população que está sendo vacinada. Tentar compreender se houve dificuldade de vacinação. Se o horário disponibilizado está compatível com a jornada de trabalho ou com os afazeres do dia a dia. Se os pontos de vacinação são de fácil acesso”, disse a procuradora Janaina Andrade.

Ela lembrou que a Paraíba possui hoje cerca de 500 mil pessoas que não tomaram a vacina e não complementaram o esquema vacinal.

Segundo a procuradora, é importante que todo aquele que pode ser um influenciador da população, como líderes religiosos, empregadores, gestores, incentive a vacina contra a covid.

A promotora da Saúde (MPPB) de João Pessoa, Jovana Tabosa, também destacou a importância da ação. “Essa fiscalização é muito importante, por se tratar de uma inspeção in loco de toda a logística da vacinação nos postos de vacinação”, declarou.

O primeiro ponto visitado na capital foi a escola Seráphico da Nóbrega, em Tambaú.

À tarde, após o término da fiscalização, será apresentado o resultado da ação.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.