Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Procon-JP notifica 44, autua seis e fecha três estabelecimentos apenas em junho

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Durante o mês de junho, a Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) já expediu 45 notificações e seis autuações a estabelecimentos comerciais, e determinou o fechamento de três deles. As fiscalizações são realizadas a partir de denúncias dos consumidores nas redes sociais (@proconjp) e pelos telefones 0800 083 2015 e 3218-5720.

A secretária Maristela Viana informa que a fiscalização do Procon-JP vai continuar a realizar inspeção seguindo as denúncias para o cumprimento das medidas adotadas pela PMJP e Governo do Estado para regular o isolamento provocado pela pandemia do coronavírus, bem como a fiscalização normal de rotina. “Apenas na semana passada, foram feitas 35 notificações, três autuações, além de 17 diligências e duas solicitações de fechamento de locais que não constam como serviço essencial”, afirma ela.

A secretária enfatiza os números da fiscalização do Procon-JP desde o início da decretação do estado de calamidade pública: “São 474 visitas a estabelecimentos comerciais da Capital, com a emissão de 383 notificações e 74 autuações. Também houve o procedimento do fechamento imediato de 120 estabelecimentos que estavam abertos irregularmente, em desacordo com as medidas de proteção para o estado de calamidade pública”.

As irregularidades – As infrações registradas pela fiscalização do Procon-JP junto a fornecedores de bens e de serviços dizem respeito ao descumprimento dos decretos municipais e estaduais que regulam o funcionamento dos estabelecimentos e desrespeito à legislação consumerista.

“As irregularidades se referem ao descumprimento dos decretos para este momento de pandemia, a exemplo da inadequação do estabelecimento quanto às exigências de segurança durante o isolamento e, ainda, daqueles locais abertos sem autorização”, salienta Maristela Viana.

Ela acrescenta que também foram inspecionadas questões de rotina da fiscalização do Procon-JP, como preços considerados abusivos e produtos com data de validade vencida. “Em muitos locais foram solicitadas as notas fiscais para avaliação da situação. Essas questões independem do momento que estamos vivendo. É o que chamamos do dia a dia da fiscalização na Secretaria”.

Penalidades – Todos os estabelecimentos que foram notificados ou autuados terão um prazo de 10 dias úteis a partir da data da emissão do documento para procederem a defesa junto ao Procon-JP. “Caso as irregularidades sejam comprovadas, a empresa é passível das penalidades previstas na legislação, a exemplo de multa”, salienta Maristela Viana.

Atendimentos do Procon-JP na Capital

Telefones: 83 3218-5720 e 0800 083 2015

Instagram: @proconjp

Site: proconjp.pb.gov.br

Email: procon@joãopessoa.pb.gov.br

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

edsonfachin

Ministro do STF decide arquivar ação contra reeleição antecipada de Adriano Galdino

Sodiê

Governo da Paraíba dispensa emissão de documentos fiscais em mercadorias doadas ao RS

lovina

MPF intervém e Prefeitura de Cabedelo demole obra ilegal de contenção marítima do Lovina

chuvasrs (1)

Com chuva forte, água sobe pelos bueiros e volta a inundar ruas em Porto Alegre

1af1367b-89e5-4e87-ae7e-586266147ed4

Paraíba participa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite a partir de segunda

tourinho1 (1)

APCA homenageia imprensa da Paraíba com a Comenda Acadêmico Mário Tourinho

Poste, batida

Paraíba registra 242 colisões em postes este ano; João Pessoa e Campina lideram

Lixão a céu aberto

Prefeitura de Catolé do Rocha deve pagar indenização por lixão a céu aberto

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo tem alta e deixa hospital em João Pessoa

PF operação

Operação da PF mira empresas clandestinas de segurança privada