Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Oposição na Câmara decide expor nomes dos “conservadores infiéis”

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A oposição ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva na Câmara dos Deputados tem enfrentado resistência até mesmo entre o seu grupo. Boa parte dos deputados da direita, conservadores e patriotas, ignora que apoiaram Jair Bolsonaro no passado e, nas votações da Casa, tem seguido a orientação do governo.

Esses opositores têm tentado de tudo para conter a debandada. Promoveram obstruções e suspensões de sessões, mas nem todos acompanharam. Primeiro, alertaram os “conservadores infiéis”, com ameaças de excluí-los dos grupos de WhatsApp de direita e, agora, decidiram expô-los publicamente, listando na internet como vota cada um deles, se a favor ou contra o governo.

Essa ação de perseguição aos “dissidentes” envolve a elaboração de um quadro batizado de “placar do Congresso, políticos monitorados”, no qual a oposição revela como cada um desses deputados se comportou nas 73 votações que tiveram orientação do governo na matéria, se para votar a favor ou contra.

“Vamos mostrar para a sociedade quem são os parlamentares que se vendem como conservadores e de direita e, na verdade, votam com o governo, sempre interessados em cargo”, disse o deputado Maurício Marcon (PL-RS), vice-líder da oposição na Câmara, e responsável pelo levantamento.

Mas esse estudo pode também ser um tiro no pé e revelar surpresas, mostrando que não apenas os partidos que apoiaram Bolsonaro estão hoje com Lula, casos do PP e do Republicanos, que têm até ministros na Esplanada, como deputados do próprio PL estão longe de ser tão fiéis assim à oposição.

Pelo menos sete deputados do PL são classificados na relação como “governistas”. Casos, por exemplo, de João Carlos Bacelar (BA) que, das 46 votações das quais participou, dessas 73, em 41 delas votou de acordo com a orientação do governo. Josimar Maranhãozinho (MA) fechou com o Planalto em 33 das 43 sessões que participou. Outro caso é de Mateus Noronha (CE),  que participou de 44 votações e, em 23, seguiu a orientação da liderança do governo.

O deputado Tiririca (SP) está entre os mais governistas do PL. Ele participou de 58 sessões e votou 53 vezes de acordo com o desejo do governo Lula. Um alinhamento com o Planalto de 90%. É classificado como um deputado do “governo”.

Alinhamento

Se o critério para medir fidelidade a oposição for esse, nem o líder do PL, Altineu Côrtes (RJ), escapa. Pelo levantamento de seu correligionário, ele é ausente nas votações. Ele não esteve presente em 67% das sessões. Das 73, compareceu em apenas 24, votando em todas alinhado com a oposição.

Por partido, e considerando percentuais, o Novo lidera no quesito “alinhamento com oposição” ao governo Lula, com 91,7% de adesão a essa posição. Importante considerar que a legenda tem apenas três deputados. O PL, naturalmente, aparece em segundo, com uma taxa de 86,9%.

O levantamento chega a contabilizar os votos numéricos. No PL, nas 73 votações com orientações no painel do plenário, os 98 deputados do partido de Jair Bolsonaro despejaram 5.282 votos contra o governo e 775 a favor.

Na outra ponta, o PT entregou ao governo um nível de alinhamento de 99,2%. Foram 4.435 votos “sim” dos 68 petistas aos projetos de interesse de Lula, contra apenas 35 contrários, ou seja, 0,8%.

Na base governista, depois do PT, as legendas mais fiéis aos projetos de interesse do Planalto são, pela ordem, o PCdoB (99,1%), o PV (97,2%), o PDT (94,2%) e o PSB (92,5%).

Matemática

Dois partidos que viraram governistas durante essa terceira gestão de Lula, o Republicanos e o PP — que ganharam ministérios recentemente —, também há pouco tempo deram uma guinada pró-Planalto.

A bancada do PP, de 49 deputados e partido que emplacou André Fufuca (MA) no Ministério dos Esportes, tem uma taxa de adesão ao governo de 63,3%. O Republicanos, que indicou com sucesso o deputado Silvio Costa Júnior (PE) para a pasta dos Portos e Aeroportos, está entregando 70% dos votos de seus 41 parlamentares a favor das propostas governistas.

Na conversa com os jornalistas na última sexta, Lula justificou nomear os dois para  esses ministérios, e também ter entregado à Caixa ao Centrão. O presidente foi direto: “Eles juntos têm mais de 100 votos, e eu precisava desses votos para continuar governando”, afirmou.

Se for considerar por região, as bancadas federais dos estados do Nordeste são as mais fiéis a Lula. As da Região Sul são as mais afinadas com a oposição. Dos nove estados mais alinhados ao Planalto, oito são nordestinos: Piauí (91%), Bahia (83,4%), Maranhão (83%), Ceará (76%), Paraíba (73,4%), Pernambuco (72,6%), Sergipe (72,8%) e Alagoas (68,5%).

Do outro lado, quatro das cinco bancadas mais conectadas ao bolsonarismo e contrárias ao governo, que votam contra o Planalto, são do Sul e do Centro-Oeste, redutos do ex-presidente. O mais oposicionista é o agro de Mato Grosso (29,2% de alinhamento com o governo), seguido de Santa Catarina (33,8%), Rio Grande do Sul (51,5%) e o Distrito Federal (54,6%).

 

 

Correio Braziliense

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

Escola 2

Ministério Público ajuíza ação para obrigar município de Conde a reformar escola

Chuvas em João Pessoa 3

Meteorologia prevê mais chuvas para João Pessoa e outros municípios nas próximas horas

Centro-Administrativo-pb-640x388

Repartições públicas estaduais terão ponto facultativo na quinta, dia de Corpus Christi

Chuvas e rede elétrica

Energisa alerta sobre riscos de choques elétricos em dias de chuva e dá dicas de segurança

Emerson Panta, prefeito de santa rita

MP dá dois dias para Emerson Panta suspender festa de São João estimada em R$ 10 milhões

Protesto na BR 101 2

Moradores protestam e fecham BR 101, na divisa da Paraíba com Pernambuco

Chuvas em frente a CBTU

Semob orienta população para evitar deslocamentos desnecessários hoje

pedroseggudo

Chuvas: Muro da Cagepa cai, apresentador tem carro alagado e capital vive caos

Câmara de Sumé

MPPB expede recomendação à Câmara de Sumé sobre cargos comissionados

pfforadacaixa

PF cumpre mandados contra ex-gerente suspeito de desviar dinheiro da Caixa na PB