Deputado realiza audiência para discutir hino da Paraíba: “Não pegou e não tem nada a ver”

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O deputado estadual Hervázio Bezerra (PSB) foi o autor de uma proposta que pode modificar o hino da Paraíba. Uma audiência pública que será realizada na manhã desta quinta-feira, 16, vai discutir o assunto. O parlamentar argumentou que apesar de ter sido adotado em 1905, a canção não “pegou”.

Em 2011, apresentei um projeto que hoje é lei prevendo que o Hino da Paraíba fosse executado em todas as solenidades do Governo do Estado e da Assembleia. Foi um esforço que eu fiz para ver se o hino pegava. Se você chegar numa escola, nenhuma criança é capaz de cantarolar nem uma estrofe. Mas, você só canta aquilo que causa emoção e com o que você tem identidade. Fazendo uma leitura da letra do Hino da Paraíba, ele não tem nada com a história, a cultura e as riquezas da Paraíba. Dependendo da audiência, posso formalizar um pedido para que seja feita uma pesquisa para que possamos escutar a população e, se for o caso, ficar com o hino cultural e o oficial da Paraíba”, disse o deputado.

O Hino da Paraíba foi escrito por Francisco Aurélio de Figueiredo e Melo e musicado por Abdon Milanez. E apesar de ter sido apresentado pela 1ª vez no dia 30 de junho de 1905, só foi oficializado em 1979.

Hino da Paraíba

Salve, ó berço do heroísmo
Paraíba, terra amada
Via-láctea do civismo
Sob o céu do amor, traçada!

No famoso diadema
Que da Pátria, a fonte aclara
Pode haver mais ampla gema
Não há pérola mais rara!

Quando repelindo o assalto
Do estrangeiro, combatias
Teu valor brilhou tão alto
Que uma estrela parecias!

Nesse embate destemido
Teu denodo foi modelo
Qual Rubi rubro incendido
Flamejaste em Cabedelo!

Depois, quando o Sul, instante
Clamou por teu braço forte
O teu gládio lampejante
Foi o diamante do Norte!

Quando, enfim, a madrugada
De novembro nos deslumbra
Como um Sol, a tua espada
Dardeja e espanca a penumbra!

Tens um passado de glória
Tens um presente sem jaça
Do porvir, canta a vitória
E ao teu gesto, a Luz se faça!

Salve, ó berço do heroísmo
Paraíba, terra amada
Via-láctea do civismo
Sob o céu do amor, traçada!

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

Anteriores

jucelio

MAIS LIDAS