Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Consumidor não deve ser tarifado após notificar perda ou roubo do celular, alerta Procon-JP

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) alerta ao consumidor que está valendo a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) que proíbe a cobrança de mensalidades a clientes que notificarem a perda ou roubo do aparelho celular às operadoras de telefonia. A decisão do TRF-4, ocorrida no final de julho passado, vale para todo o Brasil.

O Procon-JP tem recebido pedido de esclarecimentos dos consumidores sobre essa decisão da Justiça. “O que o TRF-4 decidiu é o que está valendo para todo o País. O consumidor de João Pessoa deve ficar atento e, caso receba cobrança de mensalidade, com ou seu multa, após comunicar  o extravio do aparelho celular às operadoras, denuncie ao Procon-JP, que tomaremos as medidas cabíveis”, aconselha o secretário Helton Renê.

O titular do Procon-JP acrescenta que a decisão do TRF-4 recomenda, inclusive, que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) regulamente essa questão, por entender que a cobrança de multas por cancelamento e/ou mensalidades após o pedido de bloqueio da linha não tem razão de ser. “Se serviço está suspenso, como o consumidor pode ser cobrado por algo que ele não está utilizando?”, questiona o secretário.

 Ineficiência – Helton Renê explica que a ação foi ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF), que instaurou inquérito para investigar possíveis irregularidades no atendimento ao cliente por parte das operadoras de telefonia. “Segundo apuração do MPF, há ineficiência das operadoras no tocante ao atendimento ao consumidor, derivando, daí, a recomendação à Anatel, para que proceda essa alteração já que é a agência reguladora para a telefonia”.

 Deve denunciar – O secretário informa, ainda, que a Anatel recorreu do resultado do TRF-4, mas, a 4ª Turma da Segunda Instância manteve a decisão, por unanimidade. “Portanto, a decisão continua valendo e o consumidor deve denunciar aos órgãos de defesa do consumidor caso ocorra alguma cobrança após ele comunicar a perda, roubo ou furto do seu aparelho celular”.

Ele acrescenta: “Essa decisão do TRF-4 é muito justa porque, se o consumidor comunicou o extravio do celular à operadora de telefonia e o serviço foi suspenso, não há lógica em pagar por um serviço que não está mais sendo usado”, esclarece Helton Renê.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

Escola 2

Ministério Público ajuíza ação para obrigar município de Conde a reformar escola

Chuvas em João Pessoa 3

Meteorologia prevê mais chuvas para João Pessoa e outros municípios nas próximas horas

Centro-Administrativo-pb-640x388

Repartições públicas estaduais terão ponto facultativo na quinta, dia de Corpus Christi

Chuvas e rede elétrica

Energisa alerta sobre riscos de choques elétricos em dias de chuva e dá dicas de segurança

Emerson Panta, prefeito de santa rita

MP dá dois dias para Emerson Panta suspender festa de São João estimada em R$ 10 milhões

Protesto na BR 101 2

Moradores protestam e fecham BR 101, na divisa da Paraíba com Pernambuco

Chuvas em frente a CBTU

Semob orienta população para evitar deslocamentos desnecessários hoje

pedroseggudo

Chuvas: Muro da Cagepa cai, apresentador tem carro alagado e capital vive caos

Câmara de Sumé

MPPB expede recomendação à Câmara de Sumé sobre cargos comissionados

pfforadacaixa

PF cumpre mandados contra ex-gerente suspeito de desviar dinheiro da Caixa na PB