Cida participa de ‘Abraço Solidário’ e diz que atos de discriminação contra deficientes serão judicializados

A deputada estadual Cida Ramos (PSB) fez um discurso no ato ‘Abraço Solidário’, em João Pessoa, neste sábado (24). O evento foi marcado para acontecer na praia do Cabo Branco, após a vereadora Helena Holanda tornar público um pedido de moradoras do bairro para que a parlamentar não levasse mais os deficientes para o lazer e atividades físicas na área.

Após o caso vir à tona, nesta semana, muitas pessoas e instituições se manifestaram contra a discriminação aos deficientes.

Veja também

Multidão vai à praia para solidariedade a pessoas com deficência alvo de discriminação

Em discurso, Cida Ramos disse que “qualquer ato de discriminação contra a pessoa com deficiência será judicializado” e que “o lugar da pessoa com deficiência é onde ela quiser estar.”

“Fica decretado que todo local, todas as atividades artísticas, culturais, educacionais e científicas serão espaço das pessoas com deficiência. Fica decretado que qualquer ato de discriminação contra a pessoa com deficiência será judicializado. Fica decretado que o lugar da pessoa com deficiência é onde ela quiser estar. Ninguém nesta terra, neste Brasil e no mundo é capaz de dizer o nosso limite. Porque a nossa condição de pessoa com deficiência não determina o nosso ser social. Limitada é a sociedade preconceituosa e discriminatória. Nós lutaremos até o fim contra qualquer ato de segregação”, disse a deputada.

 

Cida participa de ‘Abraço Solidário’ e diz que atos de discriminação contra deficientes serão judicializados

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.