Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Cartaxo acusa Cícero de preparar orla para espigões e Bruno revida: “Premissa falsa!”

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O deputado estadual Luciano Cartaxo (PT) fez hoje uma séria acusação contra o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP). Disse que o gestor municipal estaria disposto a criar um novo cenário para que seja derrubada a lei que proíbe a construção de espigões na orla da capital paraibana. “O prefeito disse que seria um modelo parecido com o de Balneário Camboriú. Lá, o que mais tem é arranha-céus. Então, ele foi pegar um modelo que servisse para justificar posteriormente a construção de arranha-céus na beira mar de nossa cidade. Essa é a razão fundamental porque fazendo a engorda não vai ser preciso passar pela Câmara nem pela Assembleia. Não vai ser preciso alterar a Lei Orgânica do Munícipio nem a Constituição do Estado da Paraíba porque ele vai fazer o distanciamento do mar dos edifícios do Cabo Branco, Manaíra e do Bessa”, disse o ex-prefeito.

As declarações foram dadas na tribuna da Assembleia Legislativa durante a audiência pública convocada pelos deputados Chió e Cida Ramos que discute a tese de engorda das praias. O prefeito Cícero Lucena adiantou que pretende fazer a mudança, mas ainda não há projeto, apenas estudos.

O secretário de Meio Ambiente da prefeitura, Welisson Silveira, compareceu ao debate e defendeu a ideia de alargamento da faixa de areia das praias de João Pessoa. “Os estudos já realizados apontam a viabilidade da engorda e a necessidade imediata de ações de remediação e proteção da costa de João Pessoa, de engenharia defensiva, para proteger a orla de João Pessoa. Temos erosão em Baía da Traição, tomada pelo avanço do mar. As mudanças climáticas são realidade e já foram realizadas discussões sobre esse tema, sobre o plano de ação climática. O Plano Diretor está na Câmara Municipal e a prefeitura não se recusa, de maneira alguma, a fazer esse debate”, disse o secretário.

Já o vereador Bruno Farias, líder do prefeito na Câmara, destacou que o prefeito encomendou estudos sobre o alargamento da faixa de areia das praias da capital e lembrou que Ricardo Coutinho, Luciano Agra e Luciano Cartaxo também encomendaram estudos sobre a orla de João Pessoa: “Por que crucificar Cícero se em todos esses tudos estava apontada a possibilidade de fazer a engorda? O alargamento não altera os gabaritos. Está estabelecido no artigo 229 que o limite a partir do que se começa a contar os metros para as construções não é a linha préamar, mas a testa da quadra. Esse discurso não cola. Está lá! Basta ler. É compromisso do nosso prefeito deixa a orla sem construção que fira nossa Constituição”, disse Bruno em relação à declaração de Cartaxo.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

18bd9ff91c351eb1c5acabe58386cabb

Inmet emite alertas de acumulado de chuvas para João Pessoa e outras 90 cidades da Paraíba

SMS_Dia_D_Poliomielite_Foto_Kleide_Teixeira_09-scaled

João Pessoa realiza ‘Dia D’ de vacinação contra poliomielite neste sábado

WhatsApp Image 2024-06-14 at 17.41.17

TCE-PB divulga número de servidores contratados nos municípios do Estado

e566060c-5de1-4ed1-8356-d3e59a96bccb

João Azevêdo inspeciona obras com investimentos de R$ 87,5 milhões em Princesa Isabel e Tavares

1718377352730

Sabadinho Bom tem Joca do Acordeon como atração neste fim de semana

IMG_6802-scaled

Alunos da Rede Municipal de Ensino de João Pessoa participam de torneio de robótica neste sábado

WhatsApp Image 2024-06-14 at 15.00.05

Pré-cadastro de pessoas interessadas em doar sangue no Dia do Orgulho LGBT começa nesta sexta

polícia-militar-pm-paraíba

Concurso da PM e Bombeiros da Paraíba terá pelo menos mais 200 convocados

Cofeci - Emirados Árabes 2

Cofeci e Emirados Árabes iniciam intercâmbio voltado ao mercado imobiliário

Wellington Farias 2

Wellington Farias será homenageado no Caminhos do Frio em Serraria