Camila diz que reforma prejudica servidores e vota contra proposta na CCJ

A deputada Camila Toscano apresentou voto contrário as mudanças na PBPrev. O voto foi apresentado hoje durante reunião da Comissão de Constituição e justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).

“É um absurdo o que querem fazer com os nossos servidores. Não há regra de transição, há uma equiparação de todo servidor que ganha o salário mínimo ao que ganha o salário mais alto na Paraíba, há retirada de benefícios, de pensão, retirada daqueles que têm direito a uma regra mais maleável. Enfim, são casos e mais casos que estão dentro dessa previdência que, pra mim, é torturante e não tem como votar pela constitucionalidade de algo que eu entendo não ser constitucional

Ela também questionou a tramitação do projeto na Casa. “Primeiro, é inconstitucional a quebra de regras aqui na Casa. Se tratando de projeto de lei complementar o deputado teria cinco dias úteis para apresentar suas emendas, para analisar, e essa comissão passou por cima disso”, destacou.

Segundo a parlamentar, a forma como a reforma está sendo feita e conduzida na Paraíba não pode ser aceita pela Assembleia, principalmente pela oposição.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.