Temer considera prioridade dar cargo a José Maranhão

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), disse ontem que vai agilizar a liberação de recursos pendentes de obras do Plano de Aceleração do Crescimento em Campina Grande, a exemplo do Canal de Bodocongó. Cerca de R$ 6 milhões para a segunda etapa do canal estão entravados no Ministério das Cidades. A declaração foi dada na visita que fez ao Maior São João do Mundo, inclusive jantando no Parque do Povo.    

“Estamos trabalhando nisso. Você sabe que o PAC aplicou muitos recursos em Campina, nós vamos trabalhar muito nisso. O prefeito Veneziano, o senador Vitalzinho e o ex-governador José Maranhão já mencionaram muitas vezes e vamos trabalhar nessa direção”, asseverou Temer.  
 
Michel também destacou que a Paraíba será beneficiada com as águas da Transposição do Rio São Francisco. “As obras estão sendo feitas. Foi um grande feito do governo Lula, Tanto se falou na transposição do Rio São Francisco e não conseguiu levá-la adiante, mas Lula fez”, comentou. 

Além de conhecer o Maior São João do Mundo, Michel Temer afirmou que sua presença serviu para dar uma dimensão nacional a um festa local. “Quando solicitaram a minha presença em Campina Grande, não titubiei um segundo. Ainda não conhecia essa maravilha que é o Maior São João do Mundo.  É uma coisa grandiosa e a impressão que eu levo é de um Brasil grande”, frisou Temer, que também levou um “um abraço da presidente Dilma Rousseff”.

Comitiva – Michel Temer desembarcou no aeroporto João Suassuna, em Campina Grande às 18h50, acompanhado pelos senadores Vital do Rêgo e Wilson Santiago, os deputados federais Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Nilda Gondim e o empresário Eduardo Carlos, diretor da Rede Paraíba de Comunicação. Ele foi recepcionado pelo prefeito Veneziano Vital do Rego, a primeira-dama, Ana Cláudia Vital, e o ex-governador José Maranhão.

A comitiva seguiu para o Parque do Povo, onde Michel Temer concedeu a entrevista coletiva na Palhoça José Bezerra na parte superior do Parque do Povo. Depois, seguiu até a barraca de Manoel da Carne de Sol onde jantou. Também participaram do jantar os deputados federais Manoel Júnior, Wilson Filho, Benjamin Maranhão e Damião Feliciano, deputados estaduais, prefeitos, vereadores, empresários Thompson Mariz (UFCG) e Marlene Alves (UEPB). Após o jantar, Temer foi até a escadaria da Pirâmide, cumprimentou forrozeiros e percorreu duas “ruas”.

Ele deixou o Parque do Povo, às 21h, e seguiu para o aeroporto de onde embarcou para São Paulo.      

Cargo para Maranhão – Ainda na entrevista no Parque do Povo, o vice-presidente da República,  Michel Temer,  declarou que a prioridade do PMDB é garantir um cargo para o ex-governador José Maranhão no governo federal.

“José Maranhão é prioridade para o PMDB, é uma coisa importantíssima para nós. Eu dizia a ele que o trabalho agora é tentar levá-lo para uma função federal. Não para que apenas ele e a Paraíba ganhem, mas para que o Brasil ganhe”, ressaltou Temer.

Ele justificou que Maranhão tem uma vida pública extraordinária. “Vocês conhecem melhor do que eu. Maranhão  tem uma experiência como deputado, senador e governador. É um homem público excepcional que vai prestar relevantes serviços ao governo federal”, asseverou o vice-presidente da República.

Temer também falou das especulações de que a cúpula do PMDB estaria pressionando a presidente Dilma Rousseff (PT) em busca de uma cota maior de cargos na administração do país.

“A pressão que nós fazemos mesmo é em função do governador José Maranhão porque o resto é fruto da seguinte circunstância: fizemos uma campanha juntos e vencemos juntos. Somos aliados. Não há pressão, mas é legítimo que os partidos vitoriosos na eleição tenham direito a uma porcentagem”,  pontuou Temer.
Ele ainda assinalou que o  PMDB é um partido fiador da governabilidade. “Tentam dizer que um partido todo poderoso para fazer o mal.  Pelo contrário, o PMDB é um partido poderoso para fazer o bem”,  enfatizou.

Segundo Michel Temer, só existe estabilidade financeira no nosso país porque o PMDB deu sustentação no Congresso. Ele citou o apoio que os peemedebistas deram ao Governo Lula.

 

Jornal da Paraíba

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.