Sisu abre inscrições para disputar vagas em faculdades federais

 As inscrições do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) começam neste domingo (16) e seguem até a próxima terça-feira (18). A página já está disponível na internet.

 
Os estudantes interessados em participar do processo seletivo, que usa exclusivamente a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), poderão concorrer a uma das 83.125 vagas disponíveis em 83 instituições públicas. Para fazer a inscrição no Sisu, é preciso informar senha e número de inscrição no exame.
 
Neste primeiro semestre, 39 universidades federais, cinco estaduais, 38 institutos federais de educação e uma instituição educacional autônima participam da seleção unificada.
 
Algumas dessas escolas adotam notas mínimas para concorrer a determinados cursos. Caso a nota do candidato não seja suficiente para a carreira escolhida, o sistema emite uma mensagem informando que ele não pode entrar na disputa.
 
Rio de Janeiro
 
O MEC (Ministério da Educação) estuda uma forma de atender os estudantes da região serrana do Rio Janeiro para que eles consigam participar da primeira edição do Sisu neste ano.
 
Segundo o ministério, 9.500 alunos dos municípios atingidos pelas fortes chuvas na última semana fizeram o Enem e estão habilitados para participar da seleção. 
 
Porém, com a situação dramática após a tragédia, os alunos estão impossibilitados de fazer suas inscrições dentro do prazo previsto – não há luz na maior parte das cidades e mais de 16.000 pessoas estão desabrigadas e desalojadas. 
 
A assessoria do MEC afirmou, no último sábado, que “é precipitado falar em prorrogação das inscrições no momento”, mas que existe a possibilidade dela existir. O ministro Fernando Haddad entrará em contato com as autoridades do Estado do Rio de Janeiro para tentar encontrar uma solução para os estudantes prejudicados pela tragédia. 
 
Horas antes do comunicado, o MEC havia negado avaliar uma prorrogação do prazo do Sisu, pois poderia comprometer o calendário do sistema. De acordo com o último contato com oR7, a assessoria da pasta disse que o “ministro está muito preocupado” com a situação das vítimas da tragédia”. 
 
Como funciona o Sisu
 
No momento da inscrição, que ocorre em apenas uma etapa, o estudante poderá fazer até duas opções de curso, por ordem de preferência, nas vagas oferecidas pelas universidades e faculdades participantes. Caso mude de ideia, será possível trocar as opções assinaladas até 18 de janeiro.
 
O candidato precisa definir se deseja concorrer às vagas gerais ou às destinadas para cotas. O sistema seleciona, por ordem de opção, qual o curso em que o candidato está apto a ser aprovado.
 
Os classificados vão ser escolhidos dentro do número de vagas abertas em cada carreira. Caso tenha sido aprovado nas duas graduações que escolheu, o aluno poderá se matricular apenas na primeira opção e não poderá disputar vagas em outras etapas do Sisu.
 
Os aprovados não poderão participar da lista de espera do Sisu, mesmo que não tenham se matriculado na faculdade. Serão feitas três chamadas sucessivas e, em cada uma delas, os selecionados terão um prazo para efetuar a matrícula.
 
Quem for aprovado na segunda opção de curso continuará concorrendo a uma vaga na carreira que havia sido escolhida como primeira opção, mesmo que já tenha feito a matrícula na instituição de ensino. Isso permite ao aluno ocupar uma vaga caso haja desistências.
 
Se o candidato for chamado para ocupar uma vaga no curso de primeira opção, sua entrada no curso alternativo será cancelada. Quem não for chamado em nenhum dos dois cursos pode confirmar interesse em ficar na lista de espera e aguardar uma nova oportunidade. Com isso, o Sisu deve ter apenas uma rodada.
 
É preciso ficar atento ao período definido pela faculdade para a entrega de documentos obrigatórios para a matrícula.
 
 
R7
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.