PT escolhe presidente dos diretórios de quatro Estados

O PT realiza neste domingo o segundo turno do PED (Processo de Eleição Direta) para definir o comando do partido em quatro Estados: Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão e Amapá. No Rio Grande do Norte também haveria segundo turno, mas o segundo colocado no primeiro turno, Olavo Ataíde, desistiu da disputa e Eraldo Paiva foi declarado vencedor.

No primeiro turno do PED, realizado no dia 22 de novembro, foram eleitos os presidentes dos diretórios de 22 Estados. O ex-senador José Eduardo Dutra (SE) foi eleito presidente nacional com 57,9% dos votos válidos.

A totalização da apuração mostrou um número recorde de participação de filiados na história do PED, que acontece desde 2001. Foram às urnas no primeiro turno 518.912 petistas. No PED anterior, em 2007, haviam votado 326 mil.

No Rio de Janeiro, a disputa pelo comando do partido terá reflexos nas eleições de 2010. Os dois candidatos têm entendimentos distintos sobre a sucessão no Estado. O deputado federal Luiz Sérgio é a favor de uma aliança em torno da candidatura à reeleição do governador Sérgio Cabral (PMDB), e o atual vice-presidente do diretório, Lourival Casula, defende a candidatura própria.

Em Minas, a disputa está entre o secretário nacional de comunicação do PT, Gleber Naime, e o deputado federal Reginaldo Lopes. Lopes é apoiado pelo grupo do ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel. Já Naime é ligado ao grupo do ministro Patrus Ananias (Desenvolvimento Social), que defende a candidatura própria ao governo de Minas.

No Maranhão, concorrem no segundo turno Monteiro e Augusto Lobato. No Amapá, disputam o PED Nilza Amaral e Joel Banha.

Folha Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.