PSOL faz vigília agora à tarde em João Pessoa em memória de Marielle Franco

O PSOL e o movimento Frente Povo Sem Medo Paraíba promovem na tarde desta sexta-feira (16), na capital paraibana, uma vigília em memória da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.”É hora de solidariedade, é hora de reação”, afirmam os organizadores.

A vigília acontece a partir das 16h, no Parque Solon de Lucena. De acordo com nota divulgada pelos organizadores do evento, “a morte de Marielle e de Anderson não é uma questão pontual, é parte da realidade do povo negro e pobre do nosso Brasil, mas na atual conjunta é mais do que isso, é a tentativa de calar os que lutam por democracia, que lutam pela vida”.

Para eles, “tudo indica que foi uma dura execução política” e prometem: “Não vão nos calar! A luta de Marielle seguirá!”.

Nesta sexta-feira a Secretaria Estadual de Mulheres do PSB na Paraíba divulgou nota manifestando sua tristeza, solidariedade e indignação em relação ao assassinato de Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Pedro Gomes.

Confira a nota da Secretaria Estadual de Mulheres do PSB

Nota de Pesar e Solidariedade

A Secretaria Estadual de Mulheres do PSB na Paraíba vem por meio desta nota manifestar sua tristeza, solidariedade e indignação em relação ao assassinato da vereadora do PSOL, Marielle Franco, e de seu motorista, Anderson Pedro Gomes.

O crime aconteceu na noite do dia 14 de março, em uma rua do bairro do Estácio na cidade do Rio de Janeiro, causando revolta e tristeza por parte, não só da população da capital carioca, mas também de todos e todas brasileiros/as e da comunidade internacional, que ocuparam as ruas para pedir Justiça e afirmar a continuidade da luta da vereadora na defesa dos Direitos Humanos e contra a violência que atinge os/as moradores/as das favelas cariocas.

Aqueles que mandaram matar Marielle Franco pensaram que iam calar a sua voz, mas o efeito foi reverso. A voz e a luta dela se multiplicaram por todo o Brasil, com mais força e resistência, mostrando o esfacelamento da nossa democracia, que vem sendo minada desde 2016, com a instalação de um golpe político, orquestrado por partidos conservadores. Porém, estamos atentas/os e não permitiremos que tal covardia fique impune!

É inadmissível que em pleno século XXI, o direito de se manifestar e lutar por um Brasil mais justo e igualitário seja calado a bala! Nós, mulheres do Partido Socialista Brasileiro, não admitimos retrocessos em nossos direitos, tão duramente conquistados ao longo dos anos. Não admitimos que jovens, mulheres, crianças, negros e negras, sejam mortos por defenderem seu direito à vida, à educação, à saúde, à moradia, a liberdade, a DIGNIDADE de poder viver no local que escolheu, sem VIOLÊNCIA! Foi por isso que Marielle Franco, oriunda da favela da Maré, no Rio de Janeiro, foi morta! Por denunciar a violência e pedir JUSTIÇA! Por defender o Estado Democrático de Direito!

É isso que todos e todas nós, brasileiros e brasileiras, exigimos do Estado! Uma apuração correta e eficaz aos que mataram e a quem ordenou a sua execução! Não aceitamos que o Brasil volte aos tempos de barbárie de uma ditadura militar, onde milhares de ativistas dos Direitos Humanos foram barbaramente assassinados e torturados! É preciso preservar a vida e a cidadania do povo brasileiro!

Nossa solidariedade à família de Marielle e de Anderson Gomes!

Secretaria Estadual de Mulheres do PSB – Paraíba

Comentários