PSB divulga nota de apoio a agricultores detidos em Pocinhos

O Vice-Presidente do PSB na Paraíba, José Edvaldo Rosas, divulgou hoje uma nota de apoio aos dois agricultores sem terra que estão detidos no presídio do Monte Santo, em Campina Grande, desde o dia 2 de maio.

Na nota, Rosas lembra que as 60 famílias do movimento que chegavam na fazenda Cabeça de Boi, localizada no município de Pocinhos, na madrugada do sábado (2), foram alvos de tiros disparados por pistoleiros quando estavam montando acampamento. Os mesmos homens ainda teriam ateado fogo em um carro e em colchonetes.

A fazenda Cabeça de Boi é considerada improdutiva pelo Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e já foi declarada apta para reforma agrária. A proprietária, entretanto, não aceita o valor da indenização.

Segundo Rosas, os agricultores Nilton Tavares de Araújo e Osvaldo Soares Meira, estão aguardando o julgamento de um Habeas Corpus pedindo a libertação dos camponeses, que já foi impetrado pelos advogados do movimento. “São pais de família, que merecem outro tratamento. Não se pode criminalizar os movimentos sociais”, disse.

Para o líder socialista, “é importante a sociedade apoiar a luta pela justa distribuição da terra, criando oportunidades de trabalho, de renda e de espaço de vida para milhares de pessoas que têm no campo a sua única fonte de subsistência”, finalizou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.