Políticos lamentam morte de Nivaldo Manoel e Câmara decreta luto de 3 dias

A Câmara Municipal de João Pessoa decretou luto oficial de três dias em decorrência da morte do ex-deputado e ex-vereador Nivaldo Manoel, ocorrida na manhã desta terça-feira (16) em João Pessoa. Políticos também lamentaram a morte do ex-parlamentar.

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, lembrou, em nota, a trajetória do ex-parlamentar.

“Nivaldo Manoel foi eleito vereador da capital em 1988, em 2004 assumiu o mandato de deputado estadual, substituindo o então prefeito de João Pessoa Ricardo Coutinho, e foi reeleito em 2006. Sua representação na Casa de Epitácio Pessoa destacava-se em leis e iniciativas em prol dos portadoras de deficiência”, ressaltou na nota Adriano Galdino.

A executiva do Progressistas em João Pessoa também manifestou profundo pesar pelo falecimento de Nivaldo.

“Desde 2018, Nivaldo integrava o quadro de filiados do Progressistas. O partido lamenta a perda irreparável e se solidariza à família e aos amigos neste momento de dor”, diz a nota assinada por Vaulene de Lima Rodrigues, presidente da legenda na capital paraibana.

O deputado federal Wilson Santiago disse que Nivaldo Manoel, durante toda sua vida, foi militante político sempre em favor das boas causas da população.

“Nivaldo conciliou a vida como homem religioso com a atuação política, auxiliando na construção de cidadania, tendo desempenhado papel fundamental na sociedade através da igreja e das funções políticas que exerceu”, destacou.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.