Pedido de devolução de Nailton Ramalho gera atrito entre Governo e prefeitura

O secretário da Receita da Prefeitura de João Pessoa, Nailton Ramalho, pediu a exoneração do cargo ao prefeito Luciano Agra (PSB), mas ainda não deixou a função. Isso porque a solicitação não se deu de maneira voluntária. Nailton, que é funcionário do Governo do Estado, estava à disposição da administração municipal, mas recebeu um ultimato na semana passada para voltar à repartição original, sob pena de ser demitido.

Sem alternativa, ele explicou o caso ao ex-prefeito Ricardo Coutinho e ao atual, Luciano Agra, e formalizou o pedido de exoneração da Pasta. Agra, contudo, não aceitou o pedido e ainda acredita que o impasse estabelecido com o Governo pode ser resolvido com diálogo.

Setores menos flexíveis da prefeitura da capital, contudo, têm aconselhado o prefeito a devolver a rigidez e sinalizam que se o Governo mantiver o pedido expresso de devolução de Nailton à Secretaria Estadual, a prefeitura vai adotar o mesmo procedimento e exigir de volta todos os servidores da administração municipal que estão trabalhando no Governo.

Nailton é auditor fiscal do Estado da Paraíba desde 1978. No período de 1985 a 2004, exerceu funções gratificadas no Fisco Estadual a exemplo da superintendência da Coletoria na Paraíba. De 1996 a 2004, foi o representante do Conselho Técnico Permanente no Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). A convite do prefeito Ricardo Coutinho, assumiu, em 2005, a Secretaria da Receita Municipal.

 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.