Novo procurador geral do Estado descarta necessidade de auditoria por causa de “Calvário”

Empossado na tarde de ontem no auditório da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), o novo procurador geral do Estado, Fábio Andrade, descartou a possibilidade de realizar uma auditoria na instituição. O questionamento foi feito pela imprensa a propósito da exoneração, a pedido, de seu antecessor, Gilberto Carneiro, alvo de mandados de busca e apreensão na Operação Calvário, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba para apurar suspeitas de irregularidades na relação entre o Governo da Paraíba e a Cruz Vermelha gaúcha.

“Não tenho nenhuma dúvida de que isso não é necessário. Eu assumo a procuradoria sabendo que todos deram sua contribuição para construir a bela história que a Procuradoria tem. Não é necessário qualquer tipo de auditoria lá”, disse Fábio.

 

Novo procurador geral do Estado descarta necessidade de auditoria por causa de “Calvário”

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.