Maranhão não garante pagamento do salário de dezembro

O governador da Paraíba, José Maranhão (PMDB), admitiu hoje que pode não efetuar o pagamento do salário dos servidores estaduais. A declaração foi dada na manhã de hoje no Palácio da Redenção durante a solenidade de entrega de 190 novos carros para a frota de trabalho da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB).

– A determinação do Governo é pagar, mas não posso garantir que vou pagar dentro do mês, como vinha fazendo desde o início do mandato. Não digo que esteja sem caixa, porque assim estaria quebrado, mas o caixa está baixo – confessou Maranhão.

Ele ainda comentou as declarações recentes do secretário de Administração Penitenciária, Carlos Mangueira, a respeito da preocupação com o desabastecimento de alimentos nos presídios da Paraíba. O governador garantiu que a situação será resolvida.

Finalmente, ele não descartou a tese de expulsão da deputada Iraê Lucena do PMDB. A crise com a filha de Humberto Lucena começou no segundo turno quando ela decidiu apoiar o candidato do PSB ao Governo. Hoje, mais direto e contundente, Maranhão classificou Iraê como "traidora":

– Ela já ganhou o prêmio de sua traição e deve estar satisfeita. É bom ela deve pedir a transferência para o PSB. Não posso falar por todos os peemedebistas, mas o sentimento no PMDB com todos esses traidores é de muita repulsa. Até porque ela saiu sozinha. As distensões no esquema que votou com ela  começaram dentro da família e se alastraram por algumas lideranças.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.