Maquir avisa que se houver reajuste para a Civil, PM também quer

"O que for dado a uma categoria, tem que ser dado a outra". A frase é do Coronel Maquir Alves Cordeiro, presidente da Caixa Beneficente da Polícia Militar, avisando ao Governo do Estado que se houver um reajuste salarial para os policiais civis, que entraram em greve hoje, o benefício deverá ser estendido aos policiais militares: "Estamos atentos. Já estivemos na Secretaria de Administração advertindo que os valores que derem a eles têm que dar aos militares porque o que existe é a segurança do Estado e as conquistas são unificadas".

Segundo o coronel, em outros momentos, a PM deflagrou movimentos grevistas e conseguiu benefícios que foram implantados também nos contracheques da polícia civil: "Estamos trabalhando, mas não abrimos mão".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.