Justiça suspende inserções de Maranhão na TV

O Tribunal Regional Eleitoral acatou hoje de maneira parcial cinco representações movidas pela Coligação Uma Nova Paraíba e que acusava a adversária, Paraíba Unida, de propaganda eleitoral irregular nas inserções do candidato à reeleição José Maranhão (PMDB). O material questionado fazia um comparativo entre as ações de José Maranhão e de Ricardo Coutinho (PSB) e ilustrava as diferenças usando recursos de computação gráfica.

O advogado da Coligação Uma Nova Paraíba, Fábio Andrade, enfatizou em sua sustentação oral que a lei eleitoral proíbe o uso de desenhos animados, trucagens e computação gráfica na produção dos guias eleitorais e inserções.

O entendimento foi acatado pelo juiz Eduardo José Carvalho Soares, relator dos processos, que determinou a suspensão do material questionado, sob pena de multa de R$ 10 mil por cada inserção veiculada em desacordo com a ordem judicial.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.