Hospital particular suspende atendimentos após receber paciente com suspeita de coronavírus

Os atendimentos no Hospital Memorial São Francisco, no bairro da Torre, foram suspensos na manhã deste domingo depois que um paciente com suspeita de contágio pelo coronavírus chegou ao setor de urgência. Trata-se de um homem que teria retornado de uma viagem a Alemanha e passou por uma consulta na sala 1.

Neste momento, apenas um médico está de plantão e as salas estão passando por um processo de desinfecção. Os pacientes que chegaram buscando atendimento estão sendo orientados a procurar outros hospitais. Ainda não há previsão de retorno à normalidade.

A reportagem do ParlamentoPB tentou contato com o diretor do Hospital Memorial São Francisco, Ítalo Kumamoto, mas ele não atendeu às chamadas e mensagens de texto. No hospital, também não houve resposta.

Em novo contato, o diretor do hospital e assessoria de imprensa informaram ao ParlamentoPB que o paciente com suspeita foi atendido, recebeu alta e foi orientado a ficar em quarentena na própria residência.

O atendimento no Memorial São Francisco foi reaberto ao público.

Uma nota foi emitida e nela o hospital nega que tenha suspendido o atendimento ao público, além de tratar a informação dada pelo ParlamentoPB como “equívoco”. A editoria reafirma o que houve e foi relatado por uma paciente que testemunhou o momento em que as recepcionistas disseram que as consultas estavam suspensas. “Entendemos que a orientação dada pelo hospital a seus funcionários deve ter sido outra, mas o fato aconteceu como foi descrito, gerando muitas reclamações de quem estava aguardando para ser atendido. Isso foi explicado ao médico Ítalo Kumamoto e à assessoria do hospital que ainda assim mantiveram o teor da nota na tentativa de desqualificar a informação”, explicou a diretora do ParlamentoPB, Cláudia Carvalho.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.