Grupo dissidente propõe acordo com ala governista do PPS

O PPS realizou neste final de semana seu Congresso Nacional em São Paulo. Paralelo às discussões nacionais, a questão da Paraíba, onde dois grupos divergem sobre a postura que o partido deve adotar em relação ao PSB, permaneceu sem solução. O grupo dissidente, capitaneado pelo atual presidente José Bernardino da Silva, ofereceu uma proposta de aglutinação com a outra ala: anular o congresso estadual que elegeu Gilma Germano e eleger uma comissão provisória que administraria a legenda pelos próximos seis meses, quando seria realizada outra eleição para o diretório estadual.

A tese, contudo, não deve agradar os aliados do Governo do PSB porque não retira a candidatura própria em João Pessoa, onde o deputado estadual Janduhy Carneiro quer disputar contra Luciano Agra (PSB).

Além disso, segundo Bernardino, os dissidentes propuseram a criação de uma "Mesa da Unidade", instância que serviria para reunir os partidos de oposição na capital paraibana. O objetivo seria traçar estratégias conjuntas de oposição e realizar seminários com as legendas adversárias do PSB. Os convites serão feitos ao PMDB de José Maranhão, ao PSDB de Cícero Lucena, ao PTN de Toinho do Sopão e à ala democrata do Major Fábio, dentre outros.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.