Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Greve de universidades federais termina após 69 dias, mas na PB ainda depende; entenda

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A greve dos professores das universidades federais terminou após 69 dias. Em assembleia neste domingo, 23, o Andes (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior) informou que a maioria de suas instituições filiadas optou por acabar com a paralisação. Foram 33 votos a favor do encerramento do movimento e 22 contrários. Mas, na Paraíba não é simples assim. Na prática, uma assembleia está marcada para a quarta e quinta-feira para aprovar o fim da mobilização e a data de volta às aulas. A classe aceitou a proposta do governo de reajuste salarial somente a partir de 2025.

“Essa decisão do Andes foi a ratificação do que a UFPB e outras universidades decidiram ao longo da semana passada. Nós aqui aprovamos a continuidade da greve, porém com indicativo de saída unificada, assim como a UFCG. Essas decisões em assembleia foram encaminhadas ao Andes, que ontem fez o balanço de todas elas, de todas as seções sindicais, e decidiu que a maioria quer a saída do movimento. É como se o Andes dissesse: ‘ok, se a maioria quer, vamos sair da greve’. Mas, a decisão final é da base. Precisa da aprovação em cada universidade”, disse uma fonte próxima à ADUFPB (Associação dos Docentes da Universidade Federal da Paraíba – Seção João Pessoa).

O argumento para a decisão de descruzar os braços é a “intransigência” do governo Lula (PT) quanto às negociações salariais. Para os docentes, Brasília não iria conceder o reajuste pedido para este ano, e seguir sem aulas somente prejudicaria os estudantes.

Agora, o sindicato deve avisar sua deliberação ao Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos e assinar um acordo na quarta-feira, 26.

Parte dos servidores das universidades já havia decidido abandonar a greve na última semana. Até a noite de sexta-feira (21), docentes de instituições como UnB (Universidade de Brasília), UFPR (Universidade Federal do Paraná), UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) e UFMA (Universidade Federal do Maranhão) e Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) decidiram retornar às salas de aula.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Taioba Discos inaugura primeira loja física em JP com Soft Opening exclusivo

Banco do Nordeste nomeia novo superintendente na Paraíba

Prefeito paraibano fala de “infelicidade” de ter filhos autistas e servidora acrescenta: “São doidos”

Anteriores

WhatsApp Image 2024-07-23 at 18.03.33

Agência Francesa: Cícero e Dinho assinam termo para empréstimo de 55 milhões de euros

In this photo illustration being displayed one hundred and two hundred reais bills and a one reais coin highlighted. The Real is the current money in Brazil.

Pesquisa revela que 40% dos paraibanos estão inadimplentes

Mariana-Thomaz

Pena de Johannes Dudeck é aumentada para 34 anos e seis meses

Corrida-do-Bob-Esponja-acontecera-no-dia-28-de-jul0017396700202407150610-3

Imagineland 2024 terá ônibus gratuito para transporte do público, em João Pessoa

aaaa

Criança de 4 anos morre atropelada por caminhão após descer de van, na rodovia PB-073

1280x962-20230626174815-Inscrições para o Prouni começam nesta terça-feira

Inscrições para processo seletivo do Prouni começam nesta terça

Foto - Cofeci Refoma Tributária Comissão

Reforma tributária: Presidente do Cofeci celebra conquista histórica

Gervásio e o prefeito de Mataraca, Egberto Madruga

Gervásio Maia participa de reunião na Sudene e destaca aprovação de financiamento

João Pessoa empregos

Ministério do Turismo inclui João Pessoa e Campina entre as Cidades Criativas do Brasil

OAB, vaga de desembargador

OAB-PB registra 21 candidaturas nas eleições para desembargador do TJ; confira a lista