Governo prorroga intervenção na administração de hospitais geridos por organizações sociais

O governador João Azevêdo prorrogou por um prazo de 90 dias a intervenção do Poder Executivo na administração de hospitais que estão sendo geridos por organizações sociais. O decreto com ampliação do prazo foi publicado na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) nesta quinta-feira (25).

No decreto o governador determina a prorrogação da intervenção do Poder Executivo estadual no gerenciamento e oferta de ações de saúde no Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, na Capital, e sua unidade de retaguarda; no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires e no Hospital Geral de Mamanguape.

O governador diz que a continuação da intervenção tem como objetivo assegurar a manutenção do regular e pleno funcionamento das unidades hospitalares.

Ainda segundo o decreto, ficam mantidos todos os interventores designados pelo Decreto 38.952, de 24 de janeiro.

Governo prorroga intervenção na administração de hospitais geridos por organizações sociais

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.