Escassez de servidores gera acúmulo de processos em comarcas do Agreste e Brejo da PB

Membros da diretoria da Associação dos Magistrados da Paraíba seguem com visitas a comarcas do Estado. No último dia 21 de fevereiro, os juízes Aparecida Gadelha, Max Nunes e Edivan Rodrigues, presidente, 1º vice-presidente e 2º vice-presidente da AMPB, respectivamente, passaram pelas comarcas de Ingá, Itabaiana, Gurinhém, Alagoinha e Remígio.

As juízas Isabelle Guimarães e Rafaela Toni receberam os juízes da AMPB no Fórum de Ingá. Elas trataram sobre assuntos de seus interesses e de seus jurisdicionados, como problemas estruturais que no dia a dia afetam o andamento dos trabalhos.

Na cidade de Itabaiana, os juízes Luciana Rodrigues e Michel Amorim relataram aos representantes da AMPB que um dos problemas mais graves enfrentados na comarca é o número insuficiente de servidores. A solução para o grande número de processos, comum a muitas unidades judiciárias, já foi solicitada ao Tribunal de Justiça da Paraíba, mas os magistrados reclamaram da falta de resposta.

A magistrada Luciana Rodrigues Lima, Titular da 1ª Vara de Itabaiana, declarou que “os juízes quando recebem a visita da AMPB se sentem mais seguros e tranquilos, sabendo que não estamos sozinhos nesse barco, tem sempre alguém lutando pela modificação do que estamos vivenciando hoje em dia no Poder Judiciário”, revelou ao enfatizar o volume alto de serviço, com poucos servidores, o que dificulta bastante o andamento processual.

A presidente da AMPB, juíza Aparecida Gadelha, se comprometeu em continuar na luta associativa, cobrando por melhores condições de trabalho.

Passando por Gurinhém, a comitiva da AMPB foi recebida pelo juiz Glauco Coutinho. Lá, o magistrado enfatizou a falta de condições de trabalho, tendo relatado, inclusive, que, muitas vezes, compra material de expediente para poder realizar seu trabalho. A promotora Jaine Didier também acompanhou a visita da AMPB.

Seguindo caminho pelo agreste e brejo paraibano, os juízes Aparecida Gadelha, Max Nunes e Edivan Rodrigues chegaram ao Fórum de Alagoinha, onde conversaram com o juiz Jackson Guimarães, que está respondendo pelas comarcas de Alagoa Grande e de Alagoinha. O magistrado também citou o número insuficiente de servidores.

Encerrando as visitas deste dia 21 de fevereiro, os vice-presidentes da AMPB, Max Nunes e Edivan Rodrigues, chegaram à comarca de Remígio. Lá, encontraram os juízes Juliana Dantas e Vladimir Nobre. Na oportunidade, acompanharam o encerramento de correição ordinária, realizada pela equipe da Corregedoria Geral de Justiça, com a presença do Corregedor Geral de Justiça, Des. Romero Marcelo, e dos juízes corregedores Marcos Salles e Antônio Silveira.

A diretoria da AMPB seguirá com as vistas na próxima semana, passando por comarcas de outras regiões do Estado.

Escassez de servidores gera acúmulo de processos em comarcas do Agreste e Brejo da PB

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.