Domiciano diz que greve da Polícia é política

O deputado Domiciano Cabral (DEM) revelou na manhã desta terça-feira, 01, que não está de acordo com a greve, pois considera a manifestação um ato ilegal. Para ele a decisão de seguir com a paralisação é equivocada e que está faltando responsabilidade por parte dos policiais.

– No meu entendimento é uma greve ilegal, se é ilegal não deveria acontecer. Quanto as reivindicações elas são legítimas, acho que o policial não só o paraibano, mas os do nordeste e do Brasil ganha muito pouco, mas precisamos ter responsabilidade para que esse aumento sendo concedido também haja o pagamento. Não adianta só o aumento do salário no contracheque e o dinheiro não cair na conta.

Ele comenta a situação do estado e afirma que a PEC 300 da Paraíba foi eleitoreira e que está claro o envolvimento político dos policiais. O deputado faz alusão ao Major Fábio, que segundo rumores será candidato nas próximas eleições a prefeito de João Pessoa.

– É um período de dificuldades, o governo não ia mentir, pois o está sempre se colocando a disposição para expor as condições que pegou o estado. Eu acredito que isso acontece.  Quanto a PEC 300 todos os policiais e paraibanos sabem que foi eleitoreira e ilegal. Cabe a justiça a última palavra e só depois o governo se pronunciar. Está claro e qualquer criança que nasceu hoje está vendo que existe um comando dirigido no intuito de trabalhar pela eleição de 2012. O noticiário já falou que o líder da greve o ex-deputado é candidato ano que vem, então infelizmente, o segmento quando ele se apresenta como candidato a prefeito perde sua força.  

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.