Dilma se encontra com Fidel Castro em Havana

Em passagem por Cuba para participar da Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos, a presidente Dilma Rousseff se reuniu nesta segunda-feira na capital Havana com o ditador Fidel Castro.
 
Imagens do encontro foram divulgadas pelo site Cubadebate, um endereço oficialista que se orgulha de lutar contra o “terrorismo midiático” que seria praticado pelos inimigos do regime castrista. Em uma das fotos, o ditador de 87 anos aparece amparado por uma sorridente Dilma.
 
De acordo com a agência governista cubana, Dilma e Fidel tiveram um "encontro fraterno", onde a presidente do Brasil se mostrou entusiasmada com a inauguração do Porto de Mariel – que contou com um generoso financiamento do BNDES – e agradecida pela participação dos médicos cubanos no programa Mais Médicos. "O encontro foi uma expressão do afeto e da admiração entre Fidel e Dilma", concluiu o Cubadebate.
 
Embargo – Também nesta segunda-feira, a presidente se reuniu com o irmão mais novo de Fidel, Raúl Castro, que comanda a ilha desde 2006. Ao lado do ditador, Dilma chamou de "injusto" o embargo americano imposto a Cuba desde 1962. "O Brasil acredita e aposta no potencial econômico e social de Cuba. Mesmo submetido a um injusto embargo econômico, Cuba gera um dos três maiores volumes de comércio do Caribe", afirmou Dilma, segundo o jornal O Estado de S. Paulo.
 
 
Veja

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.