Mário Tourinho

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal


Deus!… Perdoai e orientai  o Brasil!

Aqui no Brasil, Senhor Deus, vivemos a dizer que Vós sois brasileiro. E agora temos publicizado que nossa família (o Brasil) está acima de tudo e que Vós estais acima de todos! E sabemos, Senhor Deus, que, como queremos que a família esteja acima de tudo, a vossa orientação é a de que esta família seja unida e seus integrantes tolerantes uns com  os outros, acatando e praticando, portanto, essa vossa orientação de convivência social harmoniosa em que deve prevalecer o consenso, próprio a uma família (sociedade) em que, em nome da Democracia, há diversidade de ideias.

Entretanto, Senhor Deus, como um dos filhos desta família, família que está mostrando-se como  “sem pai e sem mãe”, venho a Vós para, além de buscar vosso perdão, pedir reforço em vossa orientação, especialmente para que (sem buscar a rima) estes filhos ajamos com mais educação.

Dia desses, Senhor Deus, mais exatamente no dia 21, em face da reunião, por videoconferência, de governantes federal e estaduais, avaliada pelo representante paraibano  como “respeitosa, propositiva e objetiva” e que correspondera a um “avanço” para a pacificação e melhoria desta família brasileira, sobretudo para a superação da pandemia da covid-19 e suas consequências econômicas,  fiquei tão contente e esperançoso de que “agora, sim, o Brasil vai!”, que até escrevi e publiquei artigo de exaltação!

Mas, Senhor Deus, só um dia depois daquela reunião por mim e por tantos tão exaltada, eis que, publicizada uma outra reunião, esta do dia 22 de abril, realizada entre os filhos mais destacados desta família… Vós vistes, Senhor, quanta má educação a partir de um filho educador! Quanta má educação pelo filho coordenador da reunião! E (novamente sem intenção de rimar) quanto instigação e intimidação, inclusive de prisão!

Por isto, Deus, na simplicidade de um dos mais simples dos filhos desta família, classificada como nação, peço-Vos perdão… e também mais intensidade em vossa orientação para com esta família de nome Brasil!

Comentários