Desembargador rejeita recurso e mantém presos Padre Egídio e ex-diretora do Padre Zé

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Foram rejeitados hoje à tarde os pedidos das defesas do Padre Egídio de Carvalho Neto e da ex-diretora administrativa da instituição, Jannyne Dantas para que ambos deixassem a prisão onde estão desde o último dia 17.

“Na verdade, os embargantes pretendem modificar o conteúdo da decisão embargada para adequá-lo aos seus entendimentos, por meio de rediscussão da matéria, o que se mostra inviável, conforme entendimento pacífico do Superior Tribunal de Justiça”, explica Vital para justificar sua decisão de manter a prisão de Egídio e Jannyne.

O padre está preso numa cela especial no Valentina Figueiredo e Jannyne na Penitenciária Júlia Maranhão, em Mangabeira.

Egídio foi denunciado como mentor e principal beneficiário de um esquema de desvios milionários a partir das contas do Hospital Padre Zé, uma entidade filantrópica mantida com doações e recursos dos governos federal, estadual e municipal. Jannyne e a ex-tesoureira Amanda Duarte (que cumpre prisão domiciliar) são apontadas como ajudantes do ex-diretor no esquema.

A defesa de Egídio garantiu ao ParlamentoPB que vai recorrer em todas as instâncias possíveis.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

Anteriores

Bilhetes de aposta da mega-sena.

MAIS LIDAS