Daniella protesta contra a suspensão do Seguro de Vida para os policiais na PB

A deputada Daniella Ribeiro, líder do PP, apresentou requerimento na Assembleia Legislativa da Paraíba, cobrando do Governo do Estado, com a máxima urgência, o retorno do Seguro Vida que os policiais e bombeiros militares tinham em Governos anteriores.

Conforme Daniella o atual Governo, segundo denúncia do Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiros Militares da Paraíba, cortou no benefício e centenas de profissionais dessa área estão sendo prejudicados desde janeiro de 2011.

A parlamentar lembra que o Fórum Brasileiro de Segurança Pública trouxe, no último dia 23 de novembro, dados alarmantes. Em 2010, foram registrados 1.438 homicídios contra 1.176 de 2009. Se considerar o fato de que a violência no Brasil caiu 2,1% de 2009 para 2010, a Paraíba está indo em situação contrária.

Outro dado, dessa vez levantado pelos batalhões da Polícia Militar situados no Sertão, mostra que até o dia 18 de novembro de 2011, 163 homicídios foram registrados na região. O ano de 2009 fechou com 189 homicídios.

“Portanto, eis a realidade da violência na Paraíba, e conforme os representantes do Clube foi mais um ato lamentável do Governo atual que revela perseguição à categoria. Fazemos um apelo ao governador e ao Comando Geral da Paraíba que sabem das dificuldades da função de extremo risco de vida”, acentuou.

Daniella afirmou que, com a perda do seguro de vida, a preocupação é grande para quem está principalmente nas ruas combatendo a criminalidade.

Por outro lado, continua faltando medicamento de uso contínuo no CEDMEX – Centro Especializado de Dispensação de Medicamentos Excepcional em Campina Grande. A constatação foi feita pela deputada Daniella Ribeiro (líder do PP), que esteve na manhã de terça-feira, verificando o cumprimento das palavras do secretário de Saúde do Estado, Waldson de Sousa, que, deu declarações sobre a normalidade do serviço de interesse da sociedade, o que não vem acontecendo de fato.

Na visita Daniella constatou que cerca de 1.500 pessoas estão sendo prejudicadas com a falta dos medicamentos registrados no Cedmex. Ela se mostrou bastante preocupada com a questão e pede providências urgentes ao Governo do Estado da Paraíba. Conforme as informações desde agosto não há distribuição dos medicamentos Arava 20mg, Alenia, Residross 35mg e outros.

Recentemente a Assembleia Legislativa da Paraíba realizou Sessão Especial proposta pela deputada, objetivando discutir a crise na Saúde do Estado e a falta de medicamentos de uso contínuo na Rede Estadual e a não regularização na distribuição, especialmente em Campina Grande, sendo sua propositura aprovada pelos demais deputados.

O Cedmex é o órgão responsável pela distribuição de medicamentos para vários tipos de doença, como mal de Alzheimer, asma, esquizofrenia, mal de Parkinson, epilepsia, acne crônica e esclerose múltipla. O centro está localizado à rua Pedro I, 558, no bairro do São José, em Campina Grande. Atende a mais de oito mil usuários da região. Nas emissoras de rádio de Campina Grande tem sido comum as reclamações dos pacientes.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.