Comissão da ALPB aprova Política de Saúde Mental para órfãos devido à pandemia

A Comissão de Saúde, Saneamento, Assistência Social, Segurança Alimentar e Nutricional da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, nesta quarta-feira (12), a Política Estadual de Atenção Social e Saúde Mental às Crianças e Adolescentes, que se tornaram órfãos devido à pandemia causada pela Covid-19.

O Projeto de Lei (PL) 2752/2021, do deputado Ricardo Barbosa, busca promover o atendimento social e psicológico às crianças e adolescentes que se tornaram vulneráveis com o falecimento de seus pais ou cuidadores, vítimas da covid-19. De acordo com o texto, as ações e serviços oferecidos serão realizados através de programas já implementados pelos órgãos que já atuam com essa finalidade específica. Para o deputado Ricardo Barbosa, é preciso que haja acolhimento e inclusão imediata pelos órgãos de proteção e defesa da criança e adolescente logo após as mortes de seus pais ou responsáveis, prestando as orientações necessárias sobre as condições de orfandade.

“O cenário assustador devasta famílias e deixa órfãos que necessitam de cuidados, desta forma a Política Estadual de Atenção Social e Saúde Mental às Crianças e Adolescentes que se tornaram órfãos, devido à pandemia causada pela Covid-19, se apresenta como importante instrumento no entendimento e apoio social”, justificou o deputado.

VEJA TAMBÉM

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.