Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Cícero Lucena condena desperdício de R$ 1 bilhão com remédios

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Citando reportagem do Jornal O Globo, publicada no último domingo, 25, o senador Cícero Lucena (PSDB-PB) condenou o desperdício anual de R$ 1 bilhão dos governos federal, estaduais e municipais com medicamentos. Ele disse que os dados são do Conselho Federal de Farmácia e representam 20% dos remédios comprados no varejo pelo poder público e pelos hospitais privados.
 
– Isso mesmo, dinheiro público desperdiçado, dinheiro público na lata do lixo por má gestão, falhas no armazenamento e na aquisição desses produtos. Um país que enfrenta uma grave crise na saúde pública, não pode se dar ao luxo de jogar medicamentos no lixo – protestou.
 
Cícero Lucena disse que os consumidores também desperdiçam dinheiro com medicamentos. Segundo o Conselho Federal de Farmácia, uma família de classe média com quatro pessoas joga fora em torno de R$ 60 em remédios vencidos. O senador ainda apontou o uso irracional e intoxicação como problemas derivados da má gestão dos remédios.
 
O senador mencionou um programa que implantou quando foi prefeito de João Pessoa. Ele relatou a criação de uma rede de distribuição de medicamentos através dos Correios, que evitou a formação de longas filas no atendimento público e estabeleceu dosagens de acordo com a orientação do médico.
 
Para Cícero Lucena, o mais importante dessa ação foi a melhoria da qualidade de vida das pessoas que necessitavam de remédios de uso controlado, mas lamentou que a ação tenha sido paralisada pela atual administração da Prefeitura de João Pessoa.
 
O senador lembrou também do seu projeto de lei (PLS 28/07) para acrescentar ao Sistema Único de Saúde (SUS) o fornecimento em domicílio de medicamento de uso continuado não sujeitos a controle especial. No momento, o PLS aguarda parecer do relator na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados.
 
O senador João Tenório (PSDB-AL) disse, em aparte, que o Brasil está vivendo um apagão geral em toda sua infraestrutura e o pior é o da saúde, porque afeta de maneira dramática a vida dos brasileiros. 
 

Agência Senado

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Arthur Urso leva “esposas” para passear sem roupa íntima na orla de João Pessoa

Professores da UFPB desistem de candidatura e apoiam Terezinha e Mônica

Anteriores

jacksonemarcos (1)

Presidente do PT da PB explica presença na PH: “O evento era do PSB, não do PP”

UFPB-entrada-683x388

UFPB terá urnas em todos os centros de ensino nesta quinta; veja locais

Energisa trabalhando na Torre

Ocorrência deixa áreas da Torre sem energia e concessionária atua para normalizar serviço

ALPB 31

ALPB define nova data para audiência com Pollyanna Loreto e oposição questiona ausência

Glicério Feitosa, candidato do NOVO a prefeito de Bayeux

Glicério Feitosa cita “péssima” gestão de Luciene e indecisos para vencer eleições em Bayeux

Polícia civil, viaturas, central

Operação da PC prende ‘contadora’ do tráfico em João Pessoa e cumpre mandados de busca no sertão

Aimee Garcia, atriz de Dexter

Aimee Garcia, de ‘Lúcifer’ e ‘Dexter’, é confirmada para a edição 2024 do Imagineland

terezinhaemonica (1)

Eleições na UFPB acontecem nesta quinta; 46 mil estão aptos para votar

PM, viatura passando

Criminosos sequestram motorista de aplicativo, trocam tiros com a PM e dois são baleados

Dinheiro 21

INSS começa a pagar nesta quarta-feira décimo terceiro antecipado