Cássio quer tomar posse em breve e reforça pedido no Supremo

O senador eleito, Cássio Cunha Lima (PSDB), disse hoje que o pedido para que ele tome posse e assuma a sua vaga no Senado Federal já foi feito e que nos próximos dias a decisão será anunciada pelo ministro Joaquim Barbosa. Ele falou ainda que decisão do julgamento da Lei Ficha Limpa, na última quarta-feira teria sido decisiva.

– A decisão da quarta-feira passada teve repercussão geral. O presidente da corte, o ministro Peluso, determinou que os respectivos relatores monocraticamente despachassem os processos para que eles pudessem ser resolvidos rapidamente. Os meus advogados entraram com um pedido de reexame da cautelar que foi negada anteriormente. Nós tinhamos feito um pedido através de liminar para que eu pudesse tomar posse, mas o ministro Joaquim negou. Diante do fato novo de quarta-feira, os advogados acharam interessante pedir o reexame da matéria o que já está acontecendo nos próximos dias por parte do ministro Joaquim Barbosa. Espero que esse processo seja breve. Quando perguntado eu disse trinta dias por achar um prazo razoável para que tudo isso esteja decidido. Eu já esperei muito tempo, esperar mais trinta ou quarenta dias de minha parte não será problema. 

Cássio disse ainda que sabe da possibilidade do senador Wilson Santiago recorrer, mas que está preparado e saberá esperar com serenidade a decisão da justiça. Ele cita ainda um trecho do hino do seu time, o fluminense.

– “Quem espera sempre alcança”. Eu tenho esperado isso tudo com muita disciplina, serenidade e paciência. Tenho crença absoluta que eu já paguei a sentença que me foi imposta, uma sentença injusta, mas prefiro não falar sobre isso, pois é passado. Eu lamento agora que se tente, depois de uma decisão final, qualquer medida procrastinatória para retardar a expressão e a vontade do povo. Não se trata de alguém que perdeu querendo ocupar o cargo de quem perdeu, eu fui eleito o mais votado e quem está no mandato, é quem perdeu a eleição. Isso vai em desrespeito ao povo se manter no cargo a todo custo. Essa pessoa vai se agarrar na cadeira e dizer: essa aqui ninguém toma quando na verdade ela não é nem minha nem dele é do povo.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.