Cássio: “Promessas de Maranhão quebram a PB por 3 mandatos”

Candidato mais votado para o Senado da Paraíba com 1.004.183 votos, Cássio Cunha Lima (PSDB) ainda espera que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgue seu recurso contra a negativa do TRE da Paraíba de lhe ceder o registro. Enquanto isso, o principal aliado político do candidato do PSB ao Governo, Ricardo Coutinho, continua em franca campanha em prol da oposição e endurecendo as críticas ao governador José Maranhão (PMDB), responsável por sua cassação em 2009 e postulante à reeleição.

Em entrevista à Rede Paraíba Sat, Cássio Cunha Lima ironizou o teor dos últimos programas levados ao ar pela Coligação Paraíba Unida nos quais o governador prometeu implantar a PEC 300 no Estado e dar aumento ao funcionalismo público, além de manter os prestadores de serviço admitidos depois que ele chegou ao poder, em fevereiro do ano passado, além de contratar todos os concursados que aguardam a convocação para assumirem suas funções.

– Já que ele perdeu as eleições, não resta outra alternativa senão ir aos debates, sair prometendo… nestes dois dias de guia eleitoral, o que Maranhão já prometeu em termos de providências, já quebra a Paraíba por pelo menos três mandatos. Essa é que é a verdade. Ele partiu para o tudo ou nada, para o salve-se quem puder. É visível esse estágio da campanha dele. Quando ele diz que vai estabelecer planos de cargos, chamar os concursados, fazer concursos, a pergunta que se faz é por que não se fez antes? Em relação aos planos de cargos, ele disse reiteradas vezes que era uma herança maldita. Teve todas as chances de chamar os concursados, mas inchou a folha com cabos eleitorais. Isso tudo, em decorrência de ter perdido as eleições.

Na entrevista, Cássio também falou sobre o flagrante feito pela Polícia Federal no qual quatro pessoas foram detidas por confeccionar panfletos apócrifos com acusações contra o candidato do PSB, Ricardo Coutinho.

– É visível que partem até para as atividades criminosas. A Polícia Federal e a Justiça Eleitoral apreendeu panfletos que foram feitos pelo PMDB. É lamentável que ele tente despolitizar a campanha e faça a antipolítica, é tudo aquilo que o Brasil não quer mais, já se libertou, mas a Paraíba continua presa a esta prática que está sendo derrotada novamente nas urnas.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.