Buega Gadelha volta à presidência da Fiep e participa de evento no Sinduscon-JP

O empresário Buega Gadelha retornou nessa quinta-feira, 23, à presidência da Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep). Ele estava afastado do cargo por decisão da Justiça Federal de Pernambuco desde fevereiro e retornou às atividades após um prazo de 90 dias estabelecido em determinação judicial. O afastamento dele fez parte da operação Fantoche, deflagrada pela Polícia Federal, que investiga um esquema de corrupção envolvendo contratos entre empresas ligadas a uma mesma família, o Ministério do Turismo e o Sistema S no valor total de R$ 400 milhões. O presidente da Fiep chegou a ser detido em Brasília (DF), para onde tinha ido participar de um evento da Confederação Nacional das Indústrias (CNI).

Na quinta-feira, Buega participou do 1° Ciclo de Palestras em comemoração aos 40 anos de fundação Sindicato da Indústria da Construção Civil – Sinduscon de João Pessoa.

Durante três dias, foram ministradas palestras de capacitação direcionadas aos empresários, engenheiros e técnicos para atualização e aperfeiçoamento com temas de inovação, tecnologias, políticas setoriais para a cadeia produtiva.

A programação da quinta-feira, 23, foi especial pelo convite do presidente do Siinduscon – JP José William Montenegro Leal aos palestrantes/especialistas de âmbito nacional como a advogada Sylvia Lorena, gerente de Relações do Trabalho da CNI, que tratou da “Modernização Trabalhista, Cenário e Perspectivas”; ao Leonardo Barreto, cientista político da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, esclarecendo a “Nova Conjuntura do Brasil: Ética e Compliance na Recuperação do Setor da Construção Civil”; e o presidente da FIEP, Francisco Gadelha, como mediador, motivando os contrapontos em resposta às expectativas sobre a economia do país.

Leia mais

Buega Gadelha fala sobre prisão e nega participação em irregularidades

Buega Gadelha deve chegar hoje à Paraíba, mas ficará afastado da Fiep

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.