Arthur convoca reunião para debater caso da verba social da Assembleia

O presidente da Assembleia Legislativa, Arthur Cunha Lima (PSDB), convocou na manhã de hoje uma reunião a portas fechadas na sede do legislativo estadual com representantes de todos os setores do poder. O motivo da discussão é definir que providências tomar em relação à denúncia publicada na edição do último domingo do Jornal da Paraíba.  O texto gerador da crise aponta que R$ 11,5 milhões, enquadrados como verba social, teriam sido distribuídos com empresários e até times de futebol.

Até agora, apenas o procurador jurídico da Assembleia, João Fernandes, se pronunciou sobre o assunto e declarou não ter conhecimento dos casos discrepantes, que, segundo ele, não são maioria entre os processos. Indagado sobre o desvirtuamento do objetivo da verba, ele respondeu que precisaria analisar cada um dos processos, mas acrescentou: "A Assembleia não age em desacordo com a lei. Tudo que se faz é amparado por leis e resoluções. Isso eu posso assegurar", disse.

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) vai instaurar um procedimento para apurar a aplicação da verba de “assistência social a pessoas e entidades sem fins lucrativos em situação de necessidade” pela Assembleia Legislativa. A informação foi repassada pelo promotor do Patrimônio Público, Ádrio Nobre Leite.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.