Aprovado requerimento para que governador receba policiais

Foi aprovado, por unanimidade, o requerimento do deputado estadual Luciano Cartaxo (PT) solicitando que o governador do Estado, Ricardo Coutinho, receba a comissão dos agentes penitenciários, policiais militares e bombeiros que, há 12 dias, estão em vigília na praça João Pessoa pedindo melhores condições de trabalho e o pagamento da PEC 300. Na tribuna, Cartaxo lembrou que o governador precisa assumir urgentemente o comando das negociações com os policiais. “O Governo já tem 50 dias e, durante este período, o governador não recebeu uma única vez os militares. As audiências com os secretários não resolveram e a grande reivindicação dos policiais é que o próprio governador possa recebê-los”, afirmou.

O parlamentar lembrou que, há 12 dias, os policiais e agentes estão submetidos ao sol e à chuva na Praça João Pessoa esperando uma resposta. “Se o Governo diz que não há condições de pagar a PEC é preciso, pelo menos, receber os policiais e apresentar uma política salarial para a categoria. O que não pode é a sociedade ficar a mercê dessa situação. O governador foi até Sergipe pedir mais apoio do Governo Federal para a segurança no Estado, mas esquece de receber os policiais que estão na frente do Palácio esperando uma resposta”, afirmou.

Cartaxo afirmou que existe uma possibilidade real da paralisação da categoria já que os policiais anunciaram assembléia geral para o próximo dia 28 e têm dado recados de que devem cruzar os braços. “Precisamos trabalhar para evitar episódios como o registrado no estádio ‘O Amigão’, durante o jogo Treze e São Paulo. O que aconteceu no estádio é uma consequência da situação da segurança pública. Ficou claro que os policiais se recusaram a fazer a segurança do estádio naquele dia. Dizer que eles foram impedidos pelas mulheres que fizeram uma manifestação em frente ao quartel é desafiar a inteligência do povo paraibano”, afirmou.

No último dia 15, os deputados Luciano Cartaxo, Frei Anastácio, Anísio Maia, Daniela Ribeiro, Vituriano Abreu, André Gadelha e Arnaldo Monteiro foram à Praça João Pessoa para ouvir a comissão de policiais civis, militares, bombeiros e agentes penitenciários. Eles discutiram o fato dos policiais ainda não terem sido recebidos pelo Governador e, na ocasião, ouviram várias reclamações dos acampados, sendo a principal delas o fato de não terem, sequer, sido recebidos pelo governador.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.