Após nota, Júlio cobra punição a quatro colegas de partido

A executiva municipal do PT aprovou hoje uma nota na qual responsabiliza três petistas de destaque pela confusão registrada no final da tarde desta segunda-feira, 5, na sede do PT pessoense, em Tambiá. Segundo o documento, teriam sido Anísio Maia, Luciano Cartaxo e Rodrigo Soares (presidente estadual da sigla) os comandantes da tentativa de "violação ao ambiente partidário". O caso, inclusive, foi registrado na segunda delegacia distrital pelo superintendente do Sebrae da Paraíba, Júlio Rafael, que chegou a trocar empurrões com Anísio Maia, alegando a tentativa de arrombar a porta da sala onde a lista de recadastrados estava sendo mantida:
 
– Eles chamaram um chaveiro e ele estava com um pé de cabra pronto para arrombar a porta. Eu não iria deixar. Isso é uma violência que não podemos assistir passivamente. Outro comportamento que não se admite é a total quebra de decoro por parte dos deputados Luciano Cartaxo e Anísio Maia. Vou encaminhar um pedido de representação contra os dois, assim como vou levar ao conhecimento da OAB paraibana o procedimento de dois filiados, que são Rodrigo Soares e Anselmo Castilho – disse Júlio Rafael.
 
Confira a íntegra da nota do PT municipal:
 
 
NOTA
 
 
A Executiva Municipal do PT de João Pessoa reunida em 06 de Março de 2012 para tratar sobre os lamentáveis fatos ocorridos na data de ontem na sede do PT da capital, quando filiados, dirigentes, sobre o comando de 2(dois) deputados estaduais e do presidente estadual da legenda tentaram, de forma bruta, violar o nosso ambiente partidário, vem a público esclarecer o seguinte:
 
 
1 – Esta Executiva Municipal não permitirá de forma alguma que filiados, parlamentares ou dirigentes busquem manchar nossa história, usando de meios violentos e ilícitos contra o nosso patrimônio;
 
 
2 – Que este tipo de ilícito não é pratica de nosso partido e sim de alguns poucos que, escondidos em cargos legislativos ou de direção, se acham acima do PT, de nossas regras e das leis do país e tentam não só violar nossas sedes, mas, acima de tudo, atingir uma rica história de 32 anos de dedicação ao Brasil, à Paraíba e à Cidade de João Pessoa;
 
 
3 – Esta Executiva Municipal entende que quem ao arrepio da lei e das regras partidárias “viola” ambientes partidários não está preparado para governar uma cidade tão importante como a Capital de nosso Estado;
 
 
4 – Por fim, a Executiva Municipal tomará todas as medidas cabíveis no ambiente partidário e na Justiça para que se garanta a democracia e as regras partidárias contra aqueles que querem manchar nossa história.
 
 
João Pessoa, 06 de Março de 2012.
Executiva Municipal PT João Pessoa

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.