AMPB visita juízes que atuam no interior do Estado

Uma comitiva da Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB) realizou visitas, durante os dias 12 e 13 de fevereiro, aos juízes que atuam nas comarcas de Patos, Sousa, Cajazeiras, Catolé do Rocha, Teixeira e Monteiro. O objetivo foi conversar com os magistrados que atuam nessas regiões, averiguando in loco as condições de trabalho nas unidades judiciárias, bem como ouvir dos juízes propostas a serem levadas ao presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).
“Este contato direto com os colegas que atuam no interior do Estado é fundamental, pois a nossa Justiça deve alcançar a todos com qualidade e, sabemos que, infelizmente, muitas comarcas do sertão, por exemplo, possuem uma estrutura inadequada para o atendimento de que a população necessita” comentou a juíza Maria Aparecida Sarmento Gadelha, presidente da AMPB. Ela estava acompanhada dos juízes Max Nunes de França e Maria dos Remédios Pordeus, 1º vice-presidente e diretora da Entidade, respectivamente.
As principais reivindicações dos juízes que atuam em Patos foram estrutura física inadequada e falta de segurança do Fórum. Os juízes das Comarcas  de Sousa e região falaram de problemas estruturais e burocráticos que enfrentam no dia a dia de trabalho, além de sugerirem ações que podem possibilitar um melhor atendimento à população.
“Achei extremamente importante a visita, pois rejuvenesce nossa esperança de melhoria em nossa estrutura de trabalho. Espero que a AMPB possa levar essas informações para o atual gestor do Poder Judiciário também olhar um pouco mais para a nossa Comarca. Além disso, é importante o representante da nossa classe conhecer e entender melhor o nosso ambiente, se encarregando de levar nossos pleitos ao Tribunal”, reconheceu o juiz Bruno Medrado dos Santos, Titular da 7ª Vara Mista da Comarca de Patos.
Já na cidade de Cajazeiras, os juízes destacaram aos representantes associativos as dificuldades nas substituições. Em Catolé do Rocha, ficou em evidência a independência dos magistrados e o respeito aos juízes de primeiro grau.
“É extremamente relevante a iniciativa da Associação de visitar todas as comarcas, mesmo as mais distantes, buscando com essa ação, além da possibilidade de ouvir cada magistrado, conhecer de perto a realidade de cada unidade judiciária e, assim, munir-se das informações indispensáveis para permanecer na incansável luta associativa por uma verdadeira e efetiva priorização do 1º Grau”, verificou a juíza Fernanda de Araújo Paz, Titular da 2ª Vara Mista da Comarca de Catolé do Rocha.
Na comarca de Teixeira, os membros da AMPB trataram sobre ações que podem possibilitar um trabalho ainda mais eficiente dos juízes. Insuficiência em recursos humanos, internet, segurança e assessores de juízes – estes são alguns dos problemas que impedem uma melhor prestação jurisdicional na cidade de Monteiro. A realidade foi colocada às claras durante reunião realizada entre membros da AMPB e os juízes que atuam na comarca.
A juíza Aparecida Gadelha, presidente da AMPB, agradeceu a receptividade dos juízes, “todos os temas debatidos com os magistrados sobre o funcionamento da Justiça em comarcas do interior do Estado apontam para soluções que serão requisitadas ao Tribunal de Justiça da Paraíba”, afirmou a representante da magistratura paraibana. “Os colegas podem contar com nosso apoio e dedicação em todos os seus pleitos”, completou o vice-presidente da Entidade, juiz Max Nunes.
Em breve, a diretoria da AMPB agendará visitas a comarcas de outras regiões do Estado.
AMPB visita juízes que atuam no interior do Estado

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.