ABCAM diz que governo deve manter subsídio de R$ 0,46 sobre o diesel e evitar greve

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (ABCAM) divulgou nota na qual cobra do Governo Federal que cumpra o acordo feito durante a greve dos caminhoneiros, em maio deste ano. Segundo o comunicado, a ABCAM “fará o possível para evitar uma nova paralisação.” A reação é pelo aumento de 13% no preço do diesel. A CONFAZ reajustou os preços de referência de vários combustíveis, como a gasolina, o diesel e o gás veicular.

Os novos valores entraram em vigor nesse sábado (1º). A ABCAM é “defensora dos direitos dos caminhoneiros autônomos do país e entidade responsável pelas negociações com o Governo durante a paralisação geral da categoria”, em maio, segundo consta na nota.

Ainda no comunicado, a ABCAM cita. “A entidade entende que, independente do aumento do preço internacional, o Governo deve cumprir a Medida Provisória nº 838/2018 e manter a subvenção de R$ 0,46 do valor do diesel até o final do ano.” A subvenção é o que ficou acordado de que o Governo Federal cobriria R$ 0,46 do custo do combustível para não repassar essa alta aos caminhoneiros.

A União dos Caminhoneiros (UCD) do Brasil manifestou-se dizendo que pode haver nova greve a partir de 9 de setembro, caso não seja dada uma solução sobre o reajuste, pelo Governo Federal.

Veja a nota na íntegra da ABCAM

Nota Oficial sobre o aumento do diesel

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) publicou na noite desta quinta-feira (30) os novos preços de referência para o óleo diesel, que registram alta de até 14,4% em alguns Estados.

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (ABCAM), defensora dos direitos dos caminhoneiros autônomos do país e entidade responsável pelas negociações com o Governo durante a paralisação geral da categoria, informa que já solicitou à Casa Civil uma audiência para tratar do referido aumento.

A entidade entende que, independente do aumento do preço internacional, o Governo deve cumprir a Medida Provisória nº 838/2018 e manter a subvenção de R$ 0,46 do valor do diesel até o final do ano.

A Abcam se mantém vigilante no cumprimento do acordo realizado com o Governo Federal. A Associação, que sempre acreditou no diálogo, fará o possível para evitar uma nova paralisação.

Veja a nota da UDC

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.