Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Em nota, PSB reclama de censura de desembargador a João Azevedo

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O PSB emitiu hoje uma nota na qual critica a decisão do desembargador Carlos Martins Beltrão Filho, vice-presidente e Corregedor Regional Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, que proibiu a presença do secretário de Recursos Hídricos e Meio Ambiente do Estado, João Azevedo (PSB), pré-candidato ao Governo do Estado, de participar das plenárias do Orçamento Democrático e do Empreender-PB. No texto, o diretório do PSB de João Pessoa diz que a decisão é equivocada e abusiva. Confira a íntegra:

O Partido Socialista Brasileiro(PSB) vem, por intermédio do Diretório Executivo Municipal, repudiar a decisão monocrática proferida pelo Excelentíssimo Desembargador Carlos Martins Beltrão Filho, com atuação na Corte Eleitoral na função de Juiz Eleitoral, que prolatou decisum, impedindo o secretário João Azevedo de participar das plenárias do Orçamento Democrático.

Irrefutavelmente, o pronunciamento judicial do membro do TRE afrontou diretamente diversos preceitos constitucionais e infralegais! O decisum é equivocado e desprovida de qualquer razoabilidade! É inadmissível, que em sede de um pleito de reconsideração, monocraticamente, o Magistrado interfira, de forma direta, nos atos de governo do Poder Executivo! Ao arrepio da Carta Magna constata-se frontal violação ao princípio basilar da separação de poderes!

No prisma infraconstitucional, o prazo de desincompatibilização existe, exatamente, para que o agente público, que almeja uma candidatura, não guarde qualquer liame com o cargo público que ocupava. Neste diapasão, é inolvidável que, no momento, João Azevedo é apenas Secretário, diferentemente do inconcebível entendimento prolatado pelo Magistrado, que ao arrepio da lei, o considerou erroneamente candidato!

Entre o prazo de desincompatibilização e a realização das convenções, tem-se um lapso temporal de adequação, a fim de ocorrer a completa desvinculação entre a pessoa do candidato e o cargo ocupado! É a concretização dos princípios constitucionais da impessoalidade, da moralidade, da probidade e da paridade de armas, no contexto eleitoral!

É necessário esclarecer ao Douto Julgador, que o posto de candidato, somente, ocorre com a homologação do nome em convenção. Este ato determinante tem prazo legal, para ocorrer entre final de junho e a data de 05/08. Portanto, resta inconteste que o desempenho das atividades do Secretário João Azevedo, jamais, teriam a imaginável possibilidade de influenciar nas eleições, que somente ocorrerão em outubro!

A prevalecer a teratológica tese esposada pelo Exmo. Juiz, teríamos a possibilidade de ter-se o cerceamento das atividades de qualquer agente público, que exprima o pensamento de ser candidato a algum cargo eletivo, embora, no primeiro dia de governo!

Cercear o direito do Secretário de participar do Orçamento Democrático corresponde a uma inadmissível antecipação do período de desincompatibilização! O fato, indubitavelmente, configura uma violação frontal à lei eleitoral! Visualiza-se, ainda, de forma cabal, uma violação às livres atribuições funcionais do Secretário! Abusos advindos de qualquer fronte, não se coadunam com os valores democráticos, apregoados na Constituição Federal e nas convenções internacionais!

RONALDO BARBOSA
Presidente Municipal do Partido Socialista Brasileiro – PSB

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Incidente no Restaurante Garden: entenda o que realmente aconteceu

Anteriores

Antônio Neto prisão

Mentor de golpe milionário, Antônio Neto vai para prisão domiciliar na Argentina

cartaxo12

Ainda internado, Luciano Cartaxo pode receber alta médica ainda hoje

Acidente na BR 230 deixa um motociclista morto

Motociclista morre após bater em traseira de caminhão na BR-230, em João Pessoa

Delegação da Paraíba no 24º Grito da Terra Brasil, em Brasília

Delegação da Fetag-PB participa de mobilização em Brasília do 24º Grito da Terra Brasil

Professora

MP recomenda medidas para promoção da igualdade racial nas escolas estaduais

João Azevêdo é homenageado na CMJP

João Azevêdo é homenageado na Câmara por obras estruturantes na Capital

Thyago Colaço e Luís Faro Ramos

Presidente da Câmara Portuguesa confirma visita do embaixador de Portugal à Paraíba

Perfume falsificado

Polícia apreende mais de dois mil produtos falsificados de marcas famosas em loja de CG

semanadomei (1)

Semana do MEI: Sebrae orienta empreendedores sobre adesão ao Domicílio Eletrônico Trabalhista

egidiopreso

Audiência de Egídio tem oitiva de Dom Delson, mas é interrompida a pedido da defesa