Wilson Filho pode usar irmão para driblar lei da ficha limpa

O Congresso em Foco publicou matéria a respeito da situação de parlamentares que podem usar parentes para driblar a possibilidade de rejeição de suas candidaturas pela Justiça Eleitoral. Um dos casos citados é o do deputado federal Wilson Filho (PTB): "Deputado mais jovem da atual legislatura, Wilson Filho foi condenado pela Justiça eleitoral por ter excedido, em R$ 1,5 mil, o limite de doações feitas por uma empresa da qual é sócio na eleição de 2010. Filho do ex-senador e atual candidato ao Senado Wilson Santiago (PTB-PB), ele terminou por ceder espaço ao irmão, William Santiago (PTB), na chapa. William tem 21 anos, mesma idade que o irmão tinha quando chegou à Câmara".
 
Apesar de ter ocorrido o registro de candidatura de William, até agora Wilson Filho tem negado a existência de um plano B e reafirmado sua candidatura à reeleição.
 
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.