William Bonner desabafa no JN: ‘Estamos esgrimando com loucos, irresponsáveis’

 

William Bonner fez um desabafo durante a apresentação do Jornal Nacional na noite desta quinta-feira, 14. Ao iniciar a parte do noticiário sobre o número de casos de covid-19 no Brasil, o âncora do telejornal da Globo defendeu o jornalismo profissional, , destacando o papel dos jornalistas em mostrar a verdade e o impacto das mentiras durante a pandemia do novo coronavírus. Ele criticou a gestão da pandemia no país.

“Eu queria só lembrar que se nós fazemos isso todos os dias é porque nós estamos cumprindo um dever profissional, nós aqui e todos os jornalistas do planeta Terra. Nesse momento, infelizmente, além de dar as notícias, de trazer as informações corretas, nós estamos esgrimando com loucos, com irresponsáveis, com gente que é capaz de entrar no WhatsApp da vida e sair espalhando mentiras a bel prazer. Mas as mentiras mais absurdas, crendices”, afirmou o jornalista.

“Tem gente que faz isso investido de cargo público, tem gente que faz isso sistematicamente. Mas a gente aqui, nós jornalistas profissionais, não vamos desistir porque esse é o nosso dever profissional. A gente está defendendo aqui a nossa profissão, mas a gente está defendendo aqui a sociedade, a nossa aqui no Brasil, e cada colega nosso jornalista em cada país desse planeta”, ressaltou.

Enquanto o apresentador falava outro jornalista aguardava para noticiar os números de infectados pelo novo coronavírus no País. “Então, agora eu vou pedir a você que preste muita atenção nas informações que o Alan Severiano está trazendo porque elas foram colhidas por um consórcio de veículos de imprensa, empresas independentes se juntaram para oferecer para você por diversos meios, por diversos veículos, números e informações confiáveis como essas que o Alan vai trazer agora. O Alan tem uma notícia péssima para trazer para você: a média de casos de pandemia no Brasil também bateu recorde”, concluiu Bonner.

Severiano informou que o País contabilizou um total de 207.160 de pessoas mortas vítimas do novo coronavírus, segundo o consórcio de imprensa. Já a média móvel de novos diagnósticos da doença passou de 55 mil pela primeira vez.

 

Com Terra

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.