Walter Aguiar se reúne com presidente nacional do PT e discute 2012

O petista paraibano Walter Aguiar, secretário-chefe do Governo da Paraíba, reuniu-se na última sexta-feira, dia 20, na sede do partido, em São Paulo, com o presidente nacional do PT Rui Falcão, que aceitou seu convite de vir à Paraíba visitar o governador Ricardo Coutinho (PSB). Walter Aguiar declarou com exclusividade ao Parlamentopb, nesta segunda-feira, dia 23, que 2012 é o ano de fortalecimento do PT na Paraíba, através de composições com os partidos que estão na base da presidente Dilma Rousseff, como em João Pessoa com o prefeito Luciano Agra (PSB), ou com candidaturas próprias onde houver possibilidade, desde que sejam candidaturas competitivas.

Na reunião com o presidente nacional de legenda, Walter Aguiar discutiu os posicionamentos que o PT deve assumir nas eleições municipais. Na capital paraibana, por exemplo, o secretário avalia que como a disputa está polarizada entre o PSB e o PMDB, se o PT lançar candidato próprio na capital, a tendência é servir de “escada” para algum dos partidos envolvidos na disputa. “O PT tem que buscar celebrar uma aliança desde o primeiro turno, pois só assim haverá condições do partido aliado firmar compromissos com o PT, envolvendo projetos e pontos programáticos em comum”, explicou Aguiar, comentando que essa aliança poderia levar o PSB a apoiar candidatura do PT em municípios da grande João Pessoa, como Cabedelo, por exemplo.

Aguiar defende o nome de Luciano Agra porque avalia como uma proposta progressista para João Pessoa. “Essa proposta progressista de inclusão social, de desenvolvimento sustentável e de cuidado com a cidade que se teve nos últimos seis anos, levando em consideração principalmente os mais carentes, é o PSB, com Luciano Agra”, afirmou.
 
Ele também destacou a necessidade do fortalecimento da bancada petista na Câmara de João Pessoa. “O PT tem que implementar essa agenda propositiva na Paraíba, não só marcar posição: ter candidato por ter candidato”, observou, acrescentando que a direção nacional do partido só deverá referendar candidaturas próprias a prefeito que tiverem condições reais de vitória.
 
Para Walter Aguiar, só quem tem a ganhar com uma candidatura do PT a prefeito de João Pessoa é o próprio candidato, não o partido. Ou seja, só serviria para fortalecer o projeto pessoal do eventual candidato, garantindo a ele, mais adiante, eleição para outros cargos como deputado estadual e federal.  

O presidente nacional do PT Rui Falcão avaliará os panoramas do processo eleitoral nos municípios paraibanos, especialmente em João Pessoa, onde o partido está dividido entre compor com o prefeito Luciano Agra, compor com a oposição e lançar candidatura própria.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.