Vituriano nega possibilidade de adesão ao bloco de Ricardo na AL

O deputado estadual Vituriano de Abreu (PSC) negou hoje as especulações segundo as quais estaria disposto a migrar para a bancada do Governo na Assembleia Legislativa. O parlamentar e pai do prefeito de Cajazeiras, Léo Abreu, atribuiu o que chamou de boato à imprensa da Terra do Padre Rolim. Segundo ele, um ex-assessor do prefeito teria sido dispensado da administração municipal e, contrariado, teria divulgado a informação para causar mal estar entre os aliados de Vituriano e Léo.

– Isso não tem lógica. Não tem como nem para que existir isso. Estou na oposição e me sinto muito feliz porque meu trabalho está sendo muito útil. Nós temos coragem de dizer que o Governo está errado. Esse negócio de que político só está bem se estiver do lado do Governo tem que acabar. Já fui governo e oposição e acho que produzo mais na oposição porque sou mais livre e mais ligado ao povo. Os governistas têm a obrigação de ficar calados.

Vituriano ainda criticou as adesões de seus colegas de oposição à bancada governista na Assembleia. Ele disse que Doda de Tião, Wilson Braga e Márcio Roberto deveriam explicar os motivos da mudança de posicionamento:

– Quem aderiu, deve dizer o porquê. Não deve ficar dizendo conversas que não são verdadeiras. O governador disse que iria trabalhar com todos os prefeitos. Se ele disse isso, por que agora os adesistas dizem que o fazem em troca de obras para as cidades? Quem aderiu, fez por negociações e empregos que estão reconquistando. Isso acontece por motivação pessoal. Essas adesões não são de graça!

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.