Vítor Hugo solicita chaves da Câmara de Cabedelo e Eudes o chama de “coronel”

Na sessão extraordinária realizada pela Câmara de Cabedelo na noite deste domingo, 30, o primeiro secretário da casa legislativa, Janderson Brito (PSDB) informou que chegou ao poder legislativo o ofício 367/2018 encaminhado pelo prefeito interino do município, Vítor Hugo, solicitando as chaves do plenário da Câmara. O ofício foi duramente criticado em pronunciamento pelo vereador José Eudes (PTB).

“Ele age como um coronel. Esse ofício foi encaminhado à Câmara ainda na sexta-feira. A presidente da Casa era e ainda é Geusa Ribeiro, o que demonstra um desrespeito a esse poder. E também demonstra claramente a interferência do prefeito nos destinos desta Câmara. Tanto é que os aliados dele têm faltado a quatro sessões seguidas para prejudicar o andamento das decisões do poder legislativo. Mas, tenho fé que a Operação Xeque Mate ainda não tenha acabado e sei que ela ainda vai levar muito bandido que está solto em Cabedelo”, disse o parlamentar municipal.

Somente seis vereadores se fizeram presentes à sessão deste domingo.

Em relação aos que podem concorrer à presidência da Câmara, são os titulares de mandato, a atual presidente Geusa Ribeiro, José Eudes, Reinaldo Barbosa, Fabiana Régis e o próprio Vítor Hugo, que foi eleito vereador, mas assumiu a gestão porque era presidente da Câmara quando a Operação Xeque Mate levou à prisão o então prefeito Leto Viana.

Comentários