Vitor Hugo diz que Saúde de Cabedelo está quebrada e critica interdição de hospital

O prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo, disse nesta terça-feira (19) que a Saúde de Cabedelo está quebrada e atribuiu a situação “as péssimas gestões anteriores”. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o gestor fala sobre a interdição ética do Hospital Municipal da cidade, interditado ontem (18) pelo Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) após fiscalização onde foram constatadas várias irregularidades.

“Infelizmente nós sabemos que o problema na Saúde de Cabedelo é muito grave devido a péssimas gestões anteriores. A saúde de Cabedelo é quebrada. Quem quebrou a saúde de Cabedelo foram os gestores anteriores”, disse.

Segundo ele, ao citar um exemplo para mostrar o tamanho da crise, a cada um real que se arrecada por pessoa na Saúde de Cabedelo, 80 centavos são utilizados com gasto com folha de pagamento e o restante, 20 centavos, é para comprar medicamentos e equipamentos.

Segundo Vitor Hugo, o Hospital Municipal de Cabedelo foi interditado ontem por causa de plantões médicos.

“Os pediatras se reúniram insatisfeitos com os salários que recebem e, infelizmente, não foram trabalhar. Foram denunciar ao CRM que interditou o hospital”, disse.

O gestor garante, entretanto, que a situação já foi resolvida por ele. Mas o hospital continua interditado eticamente pelo CRM.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.