Vigilantes de carros fortes ainda não foram notificados sobre retorno ao trabalho

Os vigilantes que trabalham em carros fortes – em greve desde a última segunda-feira, 29 – ainda não foram notificados sobre a decisão do presidente do Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba que prevê o retorno ao trabalho de 50% da categoria para evitar o desabastecimento das agências bancárias e prejuízos aos clientes. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes de Valores da Paraíba, Laudivan Gonçalves disse que tão logo a comunicação oficial sobre a decisão chegue à entidade, ela será cumprida.

“Não fomos notificados, mas, mesmo assim, as empresas trouxeram vigilantes de Pernambuco e do Rio Grande do Norte e estão abastecendo os bancos com esses trabalhadores em mais do que 50%. O movimento continua, mas quando formos notificados vamos cumprir a decisão”, garantiu ele.

Laudivan acrescentou que há caixas automáticos sem dinheiro neste feriado do Dia do Trabalho, mas que eles são em número pequeno.

Ainda de acordo com o dirigente sindical, os vigilantes que trabalham no interior das agências receberam aumento salarial de 5%, enquanto os de carros fortes não tiveram qualquer reajuste. Eles pleiteiam o mesmo percentual.

O presidente do Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região), desembargador Wolney de Macedo Cordeiro, determinou na noite de ontem o retorno imediato ao trabalho de 50% dos vigilantes em transporte de valores que estão em greve. A liminar foi concedida a pedido do Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado da Paraíba.

Caso a decisão não seja cumprida, o sindicato dos trabalhadores terá que pagar uma multa diária de R$ 10 mil. Além da determinação do retorno de metade da categoria ao trabalho, o desembargador marcou uma audiência de conciliação referente ao dissídio coletivo da categoria, para a próxima segunda-feira (6), às 14h, no auditório do Tribunal Pleno, sede do TRT13, em João Pessoa.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.