Vereadores presos ao chegarem de Gramado passarão por audiência de custódia nesta quarta

Os 11 vereadores de Santa Rita presos depois de retornarem de Gramado em uma viagem custeada pela verba da Câmara Municipal continuam presos na Central de Polícia de João Pessoa e até a tarde de hoje os depoimentos ainda estavam sendo tomados pelo delegado Alan Murilo Terruel. Por causa da necessidade de ouvir cada um deles e mais o contador da Câmara, Fábio Gomes, que também integrou a caravana, a audiência de custódia do grupo só será realizada nesta quarta-feira, 6, no Fórum de Santa Rita.

Os parlamentares foram a Gramado para participar de um seminário promovido por uma empresa sergipana e no qual eram alunos apenas os vereadores de Santa Rita e um outro parlamentar de Sergipe. A carga horária do curso era pequena, restrita a uma manhã e, segundo o delegado, na maioria do tempo os vereadores estariam passeando na cidade, onde ficaram de 31 de outubro até ontem. Ele acrescentou que era uma prática recorrente o uso de diárias para desvio de dinheiro público para fins pessoais.

O roteiro dos vereadores em Gramado foi acompanhado pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul a pedido do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) da Paraíba.

Os presos na madrugada de hoje foram:

1- Anésio Miranda (presidente)
2 – Brunno Inocencio da Nóbrega Silva
3 – Carlos Antônio da Silva
4 – Francisco de Medeiros Silva
5 – Diocélio Ribeiro de Sousa
6 – Francisco Morais de Queiroga
7 – João Evangelista da Silva
8 – Ivonete Virgínio de Barros
9 – Marcos Farias de França
10 – Sérgio Roberto do Nascimento
11 – Roseli Diniz da Silva

O 12º preso na Operação Natal Luz foi o contador da Câmara, Fábio Gomes. A polícia civil está investigando o que chamou de “derrame de diárias” e por isso outros eventos dos quais os vereadores tomaram parte também serão apurados, a exemplo de viagens realizadas a Gravatá, Natal, Foz de Iguaçu e Maceió.

Comentários