UBS de Carapibus e Jacumã atenderão casos suspeitos de malária durante feriado de Páscoa

A Prefeitura de Conde, por meio da Secretaria de Saúde, continua a realizar as ações de combate à Malária. Com o objetivo de tranquilizar a população e oferecer atendimento ágil, as Unidades Básicas de Saúde de Jacumã e Carapibus estarão funcionando todos os dias do feriado de Páscoa para receber pessoas com possíveis sintomas da doença exclusivamente. Durante o atendimento, também serão realizados testes de gota espessa, um dos responsáveis pelo diagnóstico.

Além do atendimento especial nas Unidades de Saúde, a Secretaria disponibilizou 15 profissionais da Saúde, dentre Agentes Comunitários de Saúde, Agentes de Combate às Endemias, Enfermeiras e Técnicas de Enfermagem, que realizarão visitas em residências, procurando focos, examinando possíveis sintomas e realizando testes rápidos. A intenção é percorrer toda região de Jacumã e Carapibus e as proximidades do maceió.

Para facilitar ainda mais a comunicação entre população e Secretaria, um telefone para tirar dúvidas sobre a Malária também está sendo disponibilizado em regime de plantão: (83) 9 8187.6740. Materiais informativos sobre a doença também serão distribuídos durante todo o feriado em casas, pousadas e hotéis da região.

Durante a semana, a rede hoteleira de Conde participou de uma reunião no gabinete da prefeita Márcia Lucena para discutir ações de conscientização e combate da doença. Além do atendimento especial para casos suspeitos de malária, o Pronto Atendimento da cidade, que funciona na região central em regime de 24h, atenderá todos os tipos de urgências, incluindo os de casos suspeitos.

Sobre a Malária no Conde

Apesar de não ser uma região endêmica, o Conde registrou três casos da doença em dois meses. Com o atendimento ágil e acompanhamento da Secretaria de Saúde da Prefeitura e Estado, das três pessoas, duas já receberam alta do hospital e a terceira pessoa que foi acometida por malária está na fase final do tratamento no hospital. Todos passam bem.

O protozoário que causa a malária registrado no Conde é chamado de Plasmodium Vivax. O atendimento em casos suspeitos deve ser realizado nas Unidades Básicas de Saúde de segunda à sexta, das 8h às 16h. No Conde, em cada uma dessas unidades, existem profissionais qualificados para identificação da Malária. Se a suspeita for confirmada, o paciente é imediatamente tratado, em meio ambulatorial ou internado no Hospital Universitário de João Pessoa (HU), a depender da sua situação clínica. É importante lembrar que o período de incubação da doença é de 7 a 14 dias, até que surjam os primeiros sinais: calafrios, febre alta (no início contínua e depois com frequência de três em três dias), dores de cabeça e musculares. A Malária não tem vacina, mas possui tratamento especializado e gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A doença é transmitida pelo mosquito Anopheles (mosquito-prego), muito comum em regiões de rios, lagos e mata. Medidas como o uso de repelentes, mosquiteiros, roupas claras e compridas, ajudam a evitar a picada do mosquito e a possível transmissão da doença.

UBS de Carapibus e Jacumã atenderão casos suspeitos de malária durante feriado de Páscoa

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.