TSE julga na noite desta terça-feira recurso de Wilson Filho

 O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julga na sessão desta terça-feira (16) o recurso do deputado federal Wilson Santiago Filho (PTB), que teve seu registro de candidatura à reeleição barrado na Paraíba pela Lei da Ficha Limpa, em razão de ter sofrido condenação por excesso de doação. O relator do processo é ministro Henrique Neves da Silva.

 
Na mesma sessão o TSE retoma o julgamento do Recurso Ordinário Nº 56635 impetrado pela presidente do PRP, Maria da Luz Silva, por Rafael de Lima Rodrigues, Coligação "A Força do Trabalho", e pelo Ministério Público Eleitoral contra o registro de candidatura de Cássio Cunha Lima (PSDB) ao Governo da Paraíba. Os dois processos estão na pauta de julgamento da sessão de hoje, que começa às 19h.
 
Por maioria de quatro votos, a candidatura de Cássio já foi mantida porque apenas três ministras ainda não se pronunciaram. A ministra Luciana Lóssio, responsável pelo pedido de vistas, e as ministras Rosa Weber e Thereza de Assis Moura devem proferir seus votos hoje.
 
Já votaram a favor de Cássio o ministro relator do processo, Gilmar Mendes, e os ministros Dias Tóffoli, João Otávio Noronha e Tarcísio Vieira de Carvalho Neto.
 
Caso Wilson Filho
Wilson Filho foi condenado pela Justiça eleitoral por ter excedido, em R$ 1,5 mil, o limite de doações feitas por uma empresa da qual é sócio na eleição de 2010. Apesar de negar a existência de um plano B em caso de um desfecho desfavorável, Wilson Filho pode ser substituído por seu irmão, William Santiago (PTB), cujo registro de candidatura já passou pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.